Parcerias
0 de 5
Créditos
» Skin obtida de Captain Knows Best criado por Neeve, graças às contribuições e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foroactivo.
» Com gráficos e modificações por Hades e Zeus.

Parcerias
0 de 9
Últimos assuntos
» Flood 4.0
Dom 19 Nov 2017 - 21:01 por Zoey Montgomery

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
Ter 7 Nov 2017 - 18:45 por Ulrick Lively Waldorf

» Pedidos de Missões
Ter 7 Nov 2017 - 14:48 por Zeus

» Poste sua lindeza aqui
Sab 4 Nov 2017 - 23:45 por Zeus

» Que Animal lembra a pessoa acima?
Qua 1 Nov 2017 - 21:16 por Ulrick Lively Waldorf

» Prints do chat ou de qualquer lugar.
Sex 27 Out 2017 - 22:58 por Ivy La Faye

» Enfermaria Central
Dom 15 Out 2017 - 18:33 por Nyx

» Salada Mista
Seg 9 Out 2017 - 15:25 por Dorian Blenöger

» Pego - Namoro - Passo - Caso - Morre Diablo!
Dom 8 Out 2017 - 11:55 por Dorian Blenöger

» Bar e Salão de Festas
Qui 5 Out 2017 - 22:31 por Alicia Watts Schratter


△ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

△ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Heather W. Devereaux em Qua 19 Fev 2014 - 14:59


TREINOS - Heather


Tópico destinado apenas para treinos de Heather W. Devereaux.


Última edição por Heather W. Devereaux em Sex 18 Jul 2014 - 10:38, editado 4 vez(es)


Heather Wirror Devereaux
Filha de Selene | Mênade | Lucy  ♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Heather W. Devereaux em Qua 19 Fev 2014 - 15:40


Training to evolve

Estava a muito pouco tempo no Acampamento, mas aquele lugar já me parecia um lar. Era estranho pensar assim, era como se eu não tivesse nada, o que não era verdade, eu tinha amigos e meio-irmãos. Mas o meu chalé me causava uma sensação de conforto, e me fazia esquecer de que era novata ali, era filha de uma deusa e todo o resto das bobagens. Sentia-me feliz, e era apenas isso que importava. Havia acordado cedo naquela manhã, com uma ansiedade estranha corroendo meu ser. Enquanto tomava um calmo café da manhã no pavilhão do refeitório percebi o que era. Precisava treinar. Estava ali há alguns dias e não tinha feito nenhum treino. Então segui para a Arena com minha espada.

Estava a ajeitar meus jeans quando cheguei à arena. Parei por alguns segundos enquanto meus olhos faziam a varredura do local. Como meus conhecimentos de batalha e treinos eram muito limitados, tinha de ter a consciência de não pegar algo muito pesado. Por isso me direcionei até os bonecos de palha. A arena não estava tão cheia, então a minha pequena timidez não se manifestou quando desferi um golpe em diagonal onde devia ser a barriga do boneco. Parei para olhar se alguém estava prestando atenção em mim, mas aparentemente não. Sorri, pois isso quebrou a barreira que eu tinha de quebrar para continuar treinando. Desferi um golpe em horizontal no ombro do boneco, me agachando e atingindo o boneco em sua coxa. Afastei-me alguns metros do boneco, correndo de volta para ele e desferindo um golpe em horizontal no seu pescoço de palha, fazendo a mesma voar do buraco que minha espada havia feito ao arrancar a cabeça do boneco. Mesmo tendo arrancado seu pescoço, não parei de atacar o boneco. Desferi golpes em diagonal em ambas as laterais de seu corpo de palha, agachando-me enquanto rodava e o atingia na perna direita. Sem parar e nem ao menos pensar no que fazia, continuei atacando o boneco em sua barriga e seus braços, e parei apenas quando vi palha cercando-me por todos os lados.

Caminhei até o boneco mais próximo e, sem esperar, o atingi em um local que deveria equivaler a seu nariz. Atingi os ombros e os antebraços do boneco com golpes mais fundos. Girei para o lado direito e atingi o boneco em sua cintura, logo desferindo outro golpe em uma diagonal inclinada para a esquerda em seu peito e logo o atingi no mesmo lugar, mas com um corte de diagonal inclinada para a direita. Antes que me desse conta, desferi golpes em seus braços, pescoço e pernas que arrancaram os mesmos. Pensei em me dirigir para outro boneco, mas antes precisava prender meu cabelo em um coque para não me atrapalhar. Apoiei a espada no chão e, após ter terminado meu coque, caminhei para o boneco a minha esquerda. Comecei a pensar em outras técnicas que seriam úteis em um combate, em uma medida desesperada, quando estivesse entre a vida e a morte. Sendo assim, finquei minha espada no olho do boneco, retirando-a em seguida e enfiando no local onde ficava localizado o pulmão esquerdo de uma pessoa. A retirei e a cravei na barriga do mesmo. Eu estava entediada com aquele treino já, então cortei a cabeça do boneco ao meio, seus braços e seus ombros, e sai dali, indo para meu chalé.




Última edição por Heather W. Devereaux em Sex 18 Jul 2014 - 9:56, editado 1 vez(es)


Heather Wirror Devereaux
Filha de Selene | Mênade | Lucy  ♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Orfeu em Qua 19 Fev 2014 - 15:50


+40 exp
avatar
Deuses
$D :
10161327

Idade :
21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Heather W. Devereaux em Sab 29 Mar 2014 - 19:48


Training to evolve

Acordei aquela manhã já pensando em treinar minhas habilidades com a espada, eu precisava treinar muito para não acabar machucando quem não queria. Peguei minha espada e o meu escudo em cima da cabeceira, não tinha nenhum risco de roubarem eles de mim senão teria um cadáver ali ao meu lado, e fui até a arena para começar meu treino. A porta da arena se abriu com um estrondo, não tinha ninguém ali por algum milagre, mas era melhor assim sem ninguém para atrapalhar. Segurei firme na espada, dando um sorriso torto enquanto avistava o local.

- Que comece o treino. - avistei um boneco a minha frente e outro a direita avaliando cada centímetro deles com os olhos, uma brisa entrou pela porta entreaberta me fazendo perder um pouco o foco, claro que não era uma brisa comum, nada no acampamento meio sangue era comum, mas respondi sem me virar. - O que foi instrutor? - perguntei erguendo a sobrancelha esquerda, tentando entender o que houve. - Nada minha princesa, volte sua atenção ao treino. Fiz como ele falou tentando reavaliar cada objeto e cada boneco centímetro por centímetro para que tivesse certeza de que minha estratégia daria certo. Já devia ter passado pelo menos 2 minutos comigo apenas avaliando e numa luta isso significava morte, mas era apenas um treino e eu queria ser impecável. Virando em direção ao boneco mais perto parti em disparada correndo a toda velocidade. Com os braços colados ao lado do corpo para ganhar mais velocidade, eu deslizei por trás do primeiro boneco enquanto abria os braços passando levemente a espada pelas costas do boneco, então fazendo o caminho reverso com o mesmo braço enfiei a arma no peito dele. Não esperei para ver o estrago correndo até o outro boneco novamente com os braços colados ao corpo. Ao chegar perto o bastante do boneco ele meio que andou para trás, mas eu já tinha percebido isso nos meus dois minutos de avaliação da arena e foi preciso apenas por a espada atrás do boneco fazendo com que ele cometesse suicídio, bonecos imbecis. Olhei para trás e o instrutor ainda olhava para mim calmamente.

- Bom, bom, mas da próxima vez tenta usar menos a espada e mais o seu corpo. Também seja mais rápida avaliando o terreno senão você morre antes de mexer um dedo. - se eu tenho uma arma tenho que usar essa arma. - O que de fato era a realidade, não sei ainda porque ele permanecia com aquela cara de quem desaprovava a minha atitude, porém eu respeitava as opiniões do mesmo. - Não nesse caso, essa arma serve para te dar mais velocidade e poder cortante, não para você só usar ela. Girei a espada contra o flanco direito do boneco, tok, se fez ouvir. Levantei o escudo e me inclinei para trás ligeiramente visando proteger meu dorso contra um ataque imaginário. Boom! Imaginei um golpe de maça impactando contra meu escudo. Imaginação era o que não me faltava, ler vários livros e interpretar os movimentos e imaginá-los me recompensou com um "treino" de imaginação ao longo dos anos.

A aquela altura o boneco de palha já tinha sumido de minha mente, à minha frente estava agora um soldado de meu tamanho com um conjunto de cota de malha de aço de baixa resistência, escudo e espada. Analisei a postura dele, pernas separadas uma das outras onde a dominante tomava a frente, joelhos um pouco flexionados e firmes. Escudo em riste ao dorso assim como espada. Tentei imitar sua posição, não era fácil por mais fácil que parecia... Óh ironia... Corri em sua direção girando o corpo em 360 º e executando um corte em seu escudo, como uma maneira de intimidá-lo e impedir a defesa do próximo ataque. Rápido como um soldado experiente, ele bloqueou com o escudo e já realizava uma estocada contra o flanco direito. Tentei aparar sua espada com a minha usando a parte não cortante, porém em vão, fui golpeado nas costelas direita em cheio pelo soldado imaginário, por sorte imaginário. Voltei a posição. Avancei empurrando o soldado com meu escudo para desequilibrá-lo, seguido de um de cima para baixo contra seu ombro direito, aquele com qual ele segurava sua espada, agora no chão. Não queria perder tempo, avancei como um cachorro que avança em um pedaço suculento de bife, o imaginário apenas defendia meus golpes de gládio com seu escudo com uma habilidade muito acima da minha, até que, no último corte, ele me bloqueia com seu escudo e, logo após, me chuta na perna. Simulei uma caída - porque esses ataques físicos não eram reais -.

Sem pausa, ele avançou me direcionando um chute a face e me jogando de lado, minha simulação foi um tanto exagerada. Um chute do soldado me jogou a um metro longe. Ele agora recuava em direção a sua espada, não podia permitir. Me rastejei e levantei-me pulando contra ele e usando um tesoura para prender suas pernas e derrubá-lo como uma boleadeira que consegue atingir os pés do oponente. Imaginei ele caindo. O soldado chutou meu escudo diversas vezes enquanto lutava para se soltar de minhas pernas, que mais pareciam trepadeiras envolvendo ruínas de uma construção.

O homem chutou-me a cara se libertando da prisão de minha pernas e agarrando sua espada imaginária, sem perder tempo avançou, desceu a lâmina vorazmente contra meu escudo que o rachou com o golpe. Recuei para o lado e cortei seu flanco esquerdo, onde o escudo não cobria com eficácia. Ele gemeu desestabilizado. Avancei novamente erguendo a lâmina contra seu peito, pronto para empalá-lo ou assim pensei. O soldado imaginário girou em seu eixo aparando com seu escudo e ele me empalou no coração. Fingi uma respiração cortada e precária enquanto girava tentando retirar aquele aço sádico ao qual na minha imaginação fértil me matará. Me retirei da Arena para dar uma pausa em meu treinamento.




Última edição por Heather W. Devereaux em Sex 18 Jul 2014 - 10:01, editado 1 vez(es)


Heather Wirror Devereaux
Filha de Selene | Mênade | Lucy  ♥️

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Hécate em Sab 29 Mar 2014 - 19:58

95 XP

Perdas: 5 HP


Hello

avatar
Deuses
$D :
10064074

Idade :
21

Ver perfil do usuário http://i.imgur.com/eIxeBpd.png

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Nyx em Seg 14 Abr 2014 - 9:03

Atualizado


Nyx 
♥️Primordial♥️Deusa da Noite♥️
avatar
Deuses
$D :
10049972

Idade :
23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: △ Treinos ≈ Heather W. Devereaux △

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum