Últimos assuntos
» Flood 5.0
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyHoje à(s) 11:01 por Luka S. Sinnoh

» Residência de Luisa Swan Sinnoh
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyOntem à(s) 22:43 por Luka S. Sinnoh

» Sala de Estar
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 15 Ago 2019 - 19:03 por Hylla K. Werstonem

»  [rp] treino mensal — atena, hades , hefesto, hipnos, selene e thanatos — março/abri
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 11 Ago 2019 - 18:14 por James E. Sullivan

» Pedidos de Missões
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 11 Ago 2019 - 16:21 por Eros

» Pra mim você é
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 11 Ago 2019 - 16:13 por Lissa

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptySab 10 Ago 2019 - 18:58 por Hylla K. Werstonem

» Que Animal lembra a pessoa acima?
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 21:34 por Henry P. Friedrich

» [RPF] Kremily
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 20:47 por Emily Duchanne

» Residência(s) de Ivy La Faye
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 20:11 por Ivy La Faye

» Sala de Estar & Cozinha
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 19:55 por Ivy La Faye

» Treino Mensal - Abril 2019 [Melinoe, Éolo, Hebe, Quione, Hermes, Macária]
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 18:18 por Zeus

» Treino Mensal - Abril 2019 [Feiticeiros de Circe, Astrólogos de Asteris, Caçadoras de Ártemis e Curandeiros de Asclépio]
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 18:16 por Zeus

» [RP] TREINO MENSAL — ESPECTROS DE ÉREBO; MÊNADES; SACERDOTISAS DE NYX. — MARÇO/ABRIL.
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 18:13 por Zeus

» [RP] Treino Mensal (Abril 2019) - Hecate, Afrodite, Apolo, Deméter, Dionísio, Eros e Poseidon
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 8 Ago 2019 - 18:05 por Zeus

» Residência(s) de Isabelle Duchanne
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptySab 3 Ago 2019 - 14:31 por Isabelle Duchanne

» Regras das Residências
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptySex 2 Ago 2019 - 16:17 por Zeus

» Seja parceiro do DHB
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQua 24 Jul 2019 - 15:55 por Lissa

» Templates, Sign e whatever
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 7 Jul 2019 - 21:46 por Zeus

» Salada Mista
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 5 Maio 2019 - 10:11 por Pandora Aërsterien

» Hall of Fame — DHB ALL STARS
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyDom 14 Abr 2019 - 15:18 por Eros

» Instituto DHB
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyTer 9 Abr 2019 - 14:16 por Katheryna Fortune

» [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptySab 6 Abr 2019 - 16:07 por Eros

» Peça seu selo aqui
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQui 4 Abr 2019 - 17:22 por Nyx

» Filhos de Hades
[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; EmptyQua 3 Abr 2019 - 20:44 por Lissa


[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Qui 21 Mar 2019 - 14:38

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Tumblr_n0ndm0WmFT1qc77b7o1_500



u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Qui 21 Mar 2019 - 15:08



I wanna keep u closer
A luz da Lua tocou-lhe o rosto claro conforme deixava a penumbra do pórtico de mármore branco, caminhando em rumo direto aos raios prateados incidentes. Descera as escadarias com cuidado, notando a forma como as flores e os pássaros reagiam à passagem de sua presença divina, e o ar ao redor enchia-se com um aroma típico seu. Vagueou brevemente pelo piso recoberto de mármore álgido, passando pelas enormes edificações ao estilo grego clássico antes de atingir a visão principal da piscina.

O azul reluzente de seus ladrilhos internos fazia com que a água parecesse diamante, cujos mais tímidos brilhos em sua superfície eram deveras atrativos a um mergulho. A mesa preparada pelos funcionários da Casa aguardava-o: circular, pequena, indicando que esperava algo reservado. Alimentos diversificados, desde comida japonesa até seus pratos prediletos do mundo mortal, compunham a atração do banquete. Frutas, comuns e exóticas, também jaziam em travessas de prata à disposição de quem quisesse. Planejara uma noite a sós, onde poderia dispor de maior privacidade ao que queria.

Esperava que seu convidado chegasse em breve, já tendo alertado aos funcionários do palácio que o levassem diretamente à área externa, onde poderia desfrutar de um jantar com o proprietário do lugar.

Não vira Luka desde aquela missão. Sentia-se mal, em seu âmago, por tê-lo levado até Évora para que revelasse o que acontecera com sua antiga Ordem; a morte de todos os menestréis e mais o rompimento de outros grupos em função da ascensão de um novo: anarquistas. Eros não confiava nessa gente, mas não poderia julgá-los, ele próprio adorava uma pontinha de caos. Queria saber como seu semideus favorito estava e, é claro, vê-lo novamente. Aquele jantar era o pretexto perfeito para ambos.

(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Qui 21 Mar 2019 - 15:47


Pool Conversation
at nitgh


Lágrimas salgadas ainda escorriam pelas faces de meu rosto enquanto dirigia acima do limite permitido nas pistas da California. Sentia aquela angústia apertar meu peito, falhando os pulmões e acelerando a palpitação do miocárdio. Os olhos, marejados, só vislumbravam construções cinzas no breu na noite e algumas poucas cores dos semáforos adiante.

Numa parada, sucumbi aos sentimentos fortes que estavam presos há tempos. batia com força no volante e chorava até que não pudesse mais.

Steve tocava um trap durante nossa corrida noturna. Ele nada disse sobre o episódio, porém, interrompia a batida para avisar que tinha recebido coordenadas de uma mansão, não muito longe da cidade. Questionava o remetente da mensagem, mas a única informação que ele tinha era que se tratava de uma frequência divina que não apresentava perigo.

Secava o rosto com o roupão da Gucci [ilustração à esquerda da imagem] e queria acreditar que minha prece tinha sido ouvida. Só havia um ser que eu gostaria de estar perto, no momento. Pedi a Steve que colocasse a localização na tela e dirigia até lá.


(...)


Estando diante de uma verdadeira mansão no coração da Califórnia, avisava quem eu era assim que fui identificado pela segurança - aparentemente mortal - e me instruíam a dirigir até a piscina, localizada na frente da construção. Agradecia e me dirigia até o indicado. Estacionava bem na frente, pedindo para Steve avisar ao Brandon, caso eu demorasse mais que o Sol, mas ao sair do conversível, dizia para que a inteligência descansasse, pois quem me convidava era confiável. Isto porque identifiquei a aura do ser presente. Era do mesmo que me aumentava a circulação de sangue no meu corpo.

Caminhava pela borda da piscina, vislumbrando todo o empenho que o deus teve em organizar o momento, bem como o jantar. A mesa era farta e a noite, naquela perspectiva era mais clara e colorida. Me permiti chegar perto de Eros e tocar em seu corpo, sentir os músculos de seu braço, sentir seu aroma, e o mais importante, fitar aqueles olhos tão lípidos quanto as águas ao nosso lado. Subia uma das mãos por seu pescoço e então sorria, um tanto melancólico, antes de puxá-lo para um abraço.

— Obrigado por me receber.


cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Riri-dite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Qui 21 Mar 2019 - 17:01



I wanna keep u closer
Vê-lo caminhando até si, com o azul da piscina refletindo nos traços áureos de seu rosto, fez com que o deus soltasse um suspiro. Outrora sentado, levantou-se unicamente para que o recebesse perfeitamente bem, e logo o semblante límpido transfigurava-se em uma expressão confusa que apoderou-se de seus traços.

Luka não estava bem, conseguia sentir.

Você sempre será bem vindo nesse lugar. — murmurou, abraçando-o com força. Deixou que seus músculos apertassem-no contra si, e o atrito de seus corpos deixou-o deveras tranquilo. Somado ao esplendor noturno daquele imenso castelo, a presença do mais jovem era o que tornava o momento perfeito. Afastou-se alguns centímetros antes de pousar um beijo no canto dos lábios alheios propositalmente, mas sem perder a atenção dos olhos profundos do moreno.

Eros suspirou.

Estava chorando? — questionou, preocupado. Quase que num impulso, a mão da deidade repousou na bochecha alheia conforme seu polegar acariciava aquela mesma região, deslizando na maciez de algodão de sua epiderme. — O que aconteceu, você está bem? — procurava agora qualquer ferimento que pudesse denunciar dor física nele, mas não encontrara nada naquela inspeção rápida por seu rosto.

Esse semblante não combina com você , pensou com um sorriso tímido na face. Qualquer semblante combinava com Luka.

Está mais belo desde a última vez que o vi. — confessou, segurando-o pela mão. Indicou uma cadeira vazia, a única além da sua própria. — Fique à vontade. Esteja confortável aqui; então, sentia que precisávamos de uma conversa desde... A sua missão. Como você está? — indagou. Fez questão de levá-lo até seu lugar, então sentou-se também.


(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Qui 21 Mar 2019 - 17:53


Pool Conversation
at nitgh


O lugar era lindo e a noite bela. Pensava que seria incrível, se eu não estivesse me sentindo tão deplorável. Ainda assim gostava de sentir o abraço caloroso daquele corpo - ainda estranho, mas tão confortável. Então ele me afastava de si, perguntando se estive chorando e o que teria sido o motivo para tal feito. Percebia ele me examinar, como se procurasse alguma ferida. Desejei que fosse apenas isso o problema.

Antes que eu pudesse acalmar meu coração e reunir em palavras todos aqueles sentimentos, ele me segurava pela mão e indicava uma cadeira, ao lado da que usava, dizendo para eu me sentir à vontade, fazendo questão de me levar ao lugar reservado para mim, sentando na sua cadeira logo em seguida. Sustentei o olhar e a dor enquanto ele me lembrava da missão em Évora. Tive de olhar para cima, afim de evitar derramar mais lágrimas antes de começar a falar com a voz amena.

— Talvez eu esteja entrando em depressão... Não paro de me sentir péssimo pela morte dos meus companheiros menestréis e Orfeu. Era eu quem merecia estar morto por tê-lo traído... - Não aguentei, tendo que levantar e respirar, andando um pouco antes de voltar para o meu lugar e admitir algo para ele e a mim mesmo - Eros, eu só não cometi suicídio esta noite porque a minha família precisa de mim e... e eu não sei o porquê, mas pensei em você.

Não gostava da distância que aquelas cadeiras estavam nos proporcionando. Como vestia apenas um tecido leve, senti um pouco de frio nas pernas. Levantando do meu assento, pedia licença e sentava no colo do único outro ser naquele espaço. Deitava em seu ombro e ficava em silêncio por algum tempo antes de revelar:

— Tive o desejo de te ver e te ouvir. Sinto que você me faz bem e me quer bem... - Alisava o peito dele ora com os dedos, ora com as unhas. Não sabia onde pretendia chegar, mas essa noite eu não queria pensar.


cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Riri-dite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Qui 21 Mar 2019 - 18:38



I wanna keep u closer
Ele não sabia o que pensar. Ver aquele rapaz de tal modo era simplesmente demais, mesmo para uma divindade que por séculos fora considerada fria e calculista por muitos. Viu-o levantar, procurar refúgio junto a si; tão rapidamente o envolvia em seus braços, trazendo-o para junto de seu corpo. O calor alheio era agradável, como se Sinnoh possuísse dentro de si uma chama especial. Talvez fosse isso, de fato.

Doce, amável e belo Luka.

Movimentou as íris para ele, unicamente para ele. Aquele estupendo céu negro repleto de estrelas de diamantes não parecia valido, nem mesmo as límpidas águas daquela piscina enorme, ou os pórticos e a mais requintada arquitetura grega que moldava aquela área. Nem as flores brilhosas, nem os animais noturnos, ou mesmo a Lua que reinava soberana no céu — nada equiparava-se àquele semideus.

Estou cercado por arte, Luka. Mas você é a mais bela peça de todas elas.

Tocou-o no queixo, sentindo a mão alheia descendo por seu peitoral. O coração batia mais forte àquela altura, enquanto desfrutava unicamente da atmosfera morna e exígua entre os corpos masculinos.

Eu não quero vê-lo assim. O que aconteceu não foi sua culpa; estava além do seu alcance. Ninguém poderia ter feito nada. Seus irmãos de grupo podem ter se esvaído desse plano, mas você está aqui. E eles também. — fora a sua vez de levar a mão até o roupão do garoto, abrindo-o apenas o suficiente para que seus dedos encontrassem a superfície sobre o coração pulsante de Sinnoh.

A pele dele era quente, notou.

Você vai ficar bem, prometo. — aninhou-o consigo, percorrendo suas costas com as mãos curiosas em afagos carinhosos. Vez ou outra, contudo, os dedos suaves apertavam a carne de outrem unicamente para sentir os moldes de seu ser. Era bom, prazeroso. A respiração de Luka em contato consigo também era uma sensação ímpar, de uma particularidade tamanha que chegava a ser preciosa. — Pense em mim quando não conseguir encontrar razões para viver, e eu estarei lá contigo. — segredou em uma voz fraca, dando um selinho nos lábios do filho de Afrodite.

Quer passar uma temporada aqui? Não quero deixá-lo, principalmente agora onde você está tão... Fragilizado. — protelou, envolvendo-o com mais força e carinho, colando definitivamente seus corpos. Entre a brisa fria da noite, existia apenas o calor de suas almas.


(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Qua 27 Mar 2019 - 22:28


Pool Conversation
at nitgh


Sentir Eros perto de mim era uma nova experiência, da qual ainda não era capaz de descrever. A essência divina dele poderia estar influenciando meus sentimentos, mesmo sendo eu um dos filhos de Afrodite mais fortes do meu tempo em questão de controle emocional. Ele ainda era superior e eu nem fazia questão de disputar. Apenas me deixava levar, com ciência de todo esse meio, afinal, não estava no meu melhor momento. Me mostrei verdadeiramente para o deus e mesmo assim ele foi afável. Em um momento ele me tocava o rosto e alterava as íris para mim. Sentia sua compaixão e certa adimiração em seu olhar.

Além do contato visual, sentia também a carne dele em contato com a minha, num abraço gentil e um tanto curioso. Não me senti invadido. Ficava atento às palavras dele, bem como suas ações. Ele tentou acalmar meu coração dizendo o óbvio, mas ainda sentia que eu estava em débito com muitos. Não havia tirado tempo nem ao menos para honrar a memória deles. De toda forma, Eros se mantinha solicito, pedindo para continuar pensando nele, se isso me fazia bem. Ousou em selar suas palavras com um contrato perspicaz entre nossos lábios, o que me fez derramar o rosto em seu peito, procurando me esconder, com um riso envergonhado.

Protelando um pouco, ele fez um convite entre abraços e carícias - que já estavam quentes antes daqueles palavras, ficando ainda mais depois. Me afastei um pouco, levantando dali e indo para a beira da piscina. Olhei para o céu e então tirei o roupão. De costas para Eros, sentia apenas o olhar dele me acompanhando, percorrendo por meu corpo nu. Saltava para um mergulho, nadando de uma ponta à outra. De início sentia o choque térmico ao me lançar na água, mas logo acostumava. Voltava até a borda de origem em poucos segundos e ficava ali, com os braços e cabeça suspensos na margem, respondendo ao deus amoroso.

— É um convite tentador, sr. dos prazeres. Mas como sabe, eu não sou mais um adolescente impulsivo e se você não puder oferecer imortalidade à minha filha, eu ainda tenho o dever de protegê-la.

Eu cuidaria dela e, se Arissa cumprisse sua promessa, em breve poderia descansar dessa missão. Nem mesmo Éris poderia mais ameaçar minha família. Entretanto, entendia que Eros estava aos poucos me fazendo relaxar dos meus problemas e aproveitar aquele espaço e momento ali com ele. Então, com uma piscadela e um chamado de relance com a cabeça, convidei o cupido para se juntar a mim no banho noturno.


cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Riri-dite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Qui 28 Mar 2019 - 7:36



I wanna keep u closer
Os olhos curiosos, de um brilho estelar, percorreram com curiosidade o corpo alheio. Quando o roupão que usava caiu, a luminosidade esbranquiçada do luar incidiu sobre as curvas sedutoras do mais jovem, e o brilho turquesa advindo das águas da piscina fizeram-no tão divino quanto aquele cenário. Eros levantou-se.

Desabotoou a camisa devagar, jogando-a no chão. Então, abriu o cinto e tirou a calça e junto dela a cueca preta. Ao presenciar a nudez do mais jovem, algo ganhara forma entre suas coxas — uma demarcação comprida e grossa que agora estava livre de qualquer prisão de tecido. Aproximou-se da piscina, adentrando-a pelos degraus até estar imerso até o peitoral. Nadou com suavidade rumo ao outro moreno.

É uma visão incrível. — disse, a respeito da manifestação física de seu próprio desejo. Pegou a mão de Luka, entrelaçando os dedos com o outro antes de puxá-lo para mais perto. Se o falo do deus encostasse nas pernas do meio-sangue, Eros não poderia fazer nada. Afinal, fora o próprio Sinnoh que o deixara assim. Sorriu: — Está mais relaxado agora? Aquela face chorosa estava ofuscando-o.

Os dedos da mão direita percorreram a bochecha macia do outro, com suavidade brincaram com os lábios carnudos. Eros lançou um riso fraco, chegando ainda mais perto.

Bom, você poderia trazer sua filha junto. Já viu o tamanho desse lugar? — murmurou. As mãos ávidas pousaram nos ombros de outrem, iniciando uma massagem. Não impunha tanta força, apenas o suficiente para fazê-lo experimentar um relaxamento novo naquela região. — Contanto que você esteja bem... — por fim, envolveu-o com os dois braços na cintura de Luka, juntando seus corpos molhados até atritarem-se as peles.

Não parecia nem um pouco perturbado em estar abraçado a Luka, principalmente nu e rijo.

Considere a proposta. A Casa de Eros está sempre aberta, os quartos são confortáveis... Ela adoraria. E não é algo que você deva se preocupar, afinal vai dormir comigo.


(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Dom 31 Mar 2019 - 0:10


Pool Conversation
at nitgh


Meus olhos acompanhavam os movimentos de Eros com muito interesse em saber qual seria o próximo passo. Felizmente, aquele ser maravilhoso vinha até mim e, somente com sua presença, ascendia uma chama dentro no meu íntimo. Se eu pudesse escolher, queria que ela queimasse a noite inteira.

Estando próximo, ele entrelaçava sua mão na minha e me puxava para perto proferindo arranjos de palavras amáveis, das quais eu tinha vontade de botar num pote de boas lembranças e guardar no meu peito para todo o sempre. Já abandonava todas as minhas defesas naquele toque suave em meu rosto. Seguia aquela mão que brincava por percorrer minha face, arrodeando-me e contornando os lábios. Assentia, quando ele perguntava se eu estava mais relaxado. A água me trazia calma. E ele... ele me trazia emoção. E isso era muito bom!

Eros ousava em chegar mais perto, me tirando um sorriso, mas insistia no assunto de me trazer para perto dele e de viver naquela mansão com Luisa. Se eu não fosse cria da sedutora dos deuses, acharia que todo aquele charme não passava de um jogo, porém, sabia reconhecer esse tipo de jogo, e não era o caso. Eu só não compreendia o que Eros via em mim de tão especial que fazia ele ter a vontade, talvez até mesmo a necessidade, de me ter por perto. Ele me fazia até uma massagem enquanto me cantava essa proposta, antes de me puxar pela cintura e manter por ali abraçado, unindo nossos corpos. Sentia o calor dele e enrubescia, sentindo latências e palpitações de ambos os corpos. Ficava difícil me concentrar nele falando sobre morar ali com tanta coisa mais interessante acontecendo, por exemplo, eu me tremendo como um adolescente virgem. Qualquer coisa, colocaria a culpa no frio da noite. Contudo, a última frase do deus me tirava um riso.

— Ah vou é? - ri, envolvendo-o em meus braços, acima de seus ombros. - Nah... Eu sei que pode parecer piada, mas acho que você pode cansar do meu rosto um dia.

Ele tinha fogo no olhar. Mas era uma chama branda, que não tinha a intensão de me ferir. Com uma das mãos, tocava gentilmente em seu queixo escupido como representações helenísticas jamais conseguiram retratar. A lenda do homem mais belo de todos fazia jus ao rosto que eu encarava, no entanto, ao invés de me fazer enlouquecer mentalmente, eu me via perdidamente louco de amores. Num movimento lento, e cauteloso, me aproximava daquele rosto, observando todas as terminações nervosas e pequenas expressões que fazia até tocar meus lábios doces nos dele. Todavia, como ambos os lados estavam acostumados a terem qualquer ser num estalar de dedos, achei que o gostinho já tinha deixado a noite marcada, então me afastava e observava-o uma nova vez. Só que meu impulso de voltar àquele beijo foi maior que minha razão, então sedia à carne e me afundava naquele beijo delicioso, entrelaçando minhas pernas na cintura dele, colando ainda mais nossos corpos.

Dado um momento de respiro, me vi preso ao convite dele. Seria realmente bom viver ali. Luisa teria assistência e eu... me deitaria com Cupido. Só que ele estava esquecendo de uma parte importantíssima da minha história que não dava para largar num impulso de uma noite. Tomei coragem e contei:

— Meu casamento com Louis vai além de um contrato mortal ou nossa filha. Eu era jovem quando me tornei menestrel... Na época, eu o amava e ele era meu mundo, então fiz um pacto com Orfeu, não só jurando lealdade e fidelidade, mas também minha vida, ou parte dela, já que Éris tem minha alma. - revirei os olhos, lembrando do fatídico dia. - De toda forma, por mais que eu não tenha sido tão fiel desde... você sabe. Eu ainda permaneço leal ao meu compromisso com ele. Ainda o amo e sinto que de alguma forma ele só vive porque eu existo... - por um momento fiquei em silêncio, refletindo sobre o que tinha acabado de dizer, enquanto fitava o vazio no fundo da piscina, voltando ao nosso momento num abrupto piscar de olhos - Mas isso é outra história.

Tocava o nariz dele, de maneira fofa, e voltava a abraçá-lo. Queria ouvi-lo, mas já tinha deixado claro que não largaria a realidade para viver um sonho de princesa com ele. Pelo menos não hoje.

Off: Quero casar com sua escrita <3


cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Riri-dite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Eros em Sab 6 Abr 2019 - 16:07



I wanna keep u closer
É formidável como você se entregou a essa paixão com seu marido ao ponto de viver para ele, Luka. Isso me deixa satisfeito. — sussurrou. Envolvia-o com os braços fortes, enquanto o moreno entrelaçava as pernas ao redor de sua cintura. Eros fez com que as mãos descessem até as polpas das nádegas alheias, as quais apertou com força moderada apenas para sentir aquela abundância de carne entre seus dedos. Abria um sorriso branco como uma pérola, instigando um selinho nos lábios rosados que outrora desfrutava de um beijo sedutor.

Aquele rapaz sabia como beijá-lo, ou ainda enlouquecê-lo. O encaixe tão perfeito de suas bocas fizera o deus do amor sentir o próprio corpo esquentar de tesão, criando respostas motoras àquele toque íntimo e deflagrado de um entregar profundo de ambos os lados. Pensava também em quão sortudo era aquele outro semideus cujo matrimônio mantinha-se firme com Sinnoh; indagava-se também se não haveria uma chance de Luka quebrar aquela conexão. Não, essa não era uma questão sua, e sim unicamente do próprio semideus. Por sua vez, não mais fazia do que apreciar o conforto que era aquele abraço, e o prazer de estar colado desfrutando da companhia de outrem.

O seu beijo é... Inebriante. O seu toque, sua fala. Acredite, eu não cansaria de seu rosto. — fez questão de olhá-lo no fundo de seus olhos, pousando a mão na linha do maxilar do mais novo e puxando-o para si. Tão perto, era difícil conter o fogo que parecia irradiar em ondas daquela deidade. Fez o encontro de lábios uma segunda vez, tão feroz e voraz quanto o primeiro, sob a luz pálida do luar e os reflexos azulados da água. Beijou-o em um de seus beijos mais secretos, sinceros, um toque cheio de energia que parecia modificar os campos magnéticos do mundo e remodelar a essência da matéria geratriz. O ar cheio de doçura também refletia a aflição de seu físico, que implorava por contato com o filho de Afrodite. — Pelo Cosmos, Luka, o que fez comigo? — riu fracamente num intervalo lânguido entre os toques. Abraçou-o, firme.

E prosseguiu o beijo ardente como um vulcão em erupção. A água em contato com seu corpo parecia despertar também um fetiche secreto, levando-o a um relaxamento inusitado enquanto molhava as curvas de ambos os corpos e deixava-os lisos, ainda mais gostosos de serem apertados e pressionados. Uma das mãos, a esquerda, divertia-se com a maciez das nádegas fofas e bronzeadas sob a água, comprimindo-as entre os dedos fortes e testando a musculatura daquela zona. A direita, todavia, mantinha-se no rosto do jovem e descia paulatinamente pela curva de seu pescoço e pelo peitoral largo, onde o deus se alternava em aplicar beijos velozes, mordidas e suaves sucções.

Mas eu acho que você poderia, quem sabe, passar essa noite aqui, sim? — sorriu, mordendo com demasiada suavidade o lábio inferior do outro, puxando delicadamente antes de comprimir um beijo no mesmo. Mordeu-o com leveza no queixo também, antes de apertá-lo mais gentilmente contra si em um abraço protetor.

(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[HAUS OF LOVE] — Piscina Externa; Empty Re: [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum