[RPF]Inspeção de Chalé (01/2017) - Filhos de Hécate, Dionísio, Deméter, Éolo, Quione, Hebe e Eros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RPF]Inspeção de Chalé (01/2017) - Filhos de Hécate, Dionísio, Deméter, Éolo, Quione, Hebe e Eros

Mensagem por Kyle V. Herondale em Ter 10 Jan 2017 - 23:24

INSPEÇÃO DE CHALÉ


Apolo ainda estava dando partida em sua carruagem para voar pelo céu quando Kyle acordou. A noite tinha sido calma, sem qualquer pesadelo (Ocasião rara para ele). “Deve ser porque hoje vou irei torturar semideuses”, pensou sorrindo. Levantou-se rapidamente da cama, assustando Caligo que descansava pendurada no cajado apoiado em sua cama. Correu alegremente para o banheiro, tomou um banho curto, vestiu sua roupa e se espreguiçou. Apesar do garoto preferir imensamente a noite, achava que seria divertido acordar meio-sangues ás 5h30 e ver a reação deles. “Vamos começar pelos meus irmãos e irmãs”, decidiu mentalmente. Foi até sua cama, abaixou-se e acordou Onihasu com um afago na cabeça.

- Bom dia, amiguinha – Surpreendentemente, havia afeto na voz do ceifador – Preciso que acorde todos do chalé. Pode invadir o sonho deles?

Levantando-se cambaleante, a Kitsune andou até o meio do chalé e fechou seus olhos vermelhos. Vapor branco se formou ao redor dela que voou até cada filho da magia. Em poucos instantes, os mesmos acordavam sobressaltados, com o coração dando pulos. O jovem Herondale via graça naquilo tudo, achando o desespero divertido.

- Bom dia, amigos! – Disse com animação – Hoje, nessa linda terça, vocês estão sendo acordados por mim para uma coisa maravilhosa chamada inspeção de chalé – Suspiros e resmungos – Vamos lá, eu odeio isso tanto quanto vocês, mas sabem que esse chalé precisa ser limpo. Parece um chiqueiro. A serpente na árvore está até comendo um rato e eu não quero saber de onde ele veio. Daqui a 2 horas eu passarei aqui novamente e quero ver esse lugar brilhando, certo? Certo. Falando nisso, escondi a chave do chalé em algum lugar, terão que procurar para sair daqui. Tenham um bom dia! – E com isso o meio-sangue saiu do chalé teletransportando-se, o cajado na mão com Caligo enrolada nele e Kitsune apoiada em seu pescoço.

(O processo foi repetido em todos os outros 6 chalés)

”Regras”:

”Geral”:
-Contem com o que estavam sonhando até Onihasu invadir o sonho;

-Estou colocando em spoiler o que cada chalé deve limpar;

-Prazo: 31/01;

-Máximo de recompensa: 1000 dracmas;

-Boa sorte e, lembrem, quem não chora não mama.
Hécate:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Regar plantas;
-Alimentar a serpente vermelha;
-Trocar tochas.
Dionísio:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Regar vidreiras e namoradeiras;
-Limpar boate;
-Limpar barzinho;
-Organizar quadros;
-Expulsar os semideuses dormindo no chão do segundo andar.
Deméter:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Regar plantas e árvores;
-Organizar comodas;
-Limpar poltronas e pufes;
-Organizar armário.
Éolo:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Organizar baús.
Quione:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Remover os pequenos montes de neve.
Hebe:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão;
-Limpar sofá "branco", mesinha de centro e estátuas de Hebe.
Eros:
-Arrumar camas;
-Limpar banheiros;
-Tirar o lixo;
-Encerar o chão.



KYLE V.
the angel on fire
avatar
Filhos de Hécate
$D :
58715

Idade :
16

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RPF]Inspeção de Chalé (01/2017) - Filhos de Hécate, Dionísio, Deméter, Éolo, Quione, Hebe e Eros

Mensagem por Skylar Young em Qua 11 Jan 2017 - 0:16

this is wild world it's hard
to get by just upon a smile
Estava sozinha no acampamento, ou pelo menos, assim parecia. A grama embaixo de mim estava baixa e um tanto úmida da chuva que havia acontecido no dia anterior sob as plantações. As flores mais baixas dos morangos pegavam em meu rosto e faziam cócegas. Eu adorava estar ali, rodeada daquele cheiro. Meus olhos fechados me deixavam ainda mais sensível para qualquer movimentação a minha volta e foi exatamente por isso que ouvi um barulho seco sendo abafado pela grama alguns metros de mim. Levantei a cabeça e o corpo olhando em volta. Um corpo estava caído perto de onde estava, como se estivesse dormindo. Resolvi levantar e investigar quem era e porque estava ali, já que não estava acostumada a ver pessoas ali além de mim. A grama verde abraçava meu pé descalço enquanto me aproximava. Uma brisa leve e gelada passou por meu rosto, o que me fez estranhar. Aquilo não era normal. Não tive tempo para pensar nisso, já que percebi a mancha de sangue em volta do corpo. Me forcei a continuar a andar, mas não vi mais nada ao reconhecer America.

Meus olhos abriram muito rápido e meu corpo se sentou ao mesmo tempo. Senti Nyme se sobressaltar com a minha velocidade. Minha blusa estava grudada ao meu corpo por conta do suor e meu peito subia e descia rapidamente com minha respiração ofegante. Não queria lembrar da cena, não queria aceitar que Ame estava...

— Bom dia, amigos! — escutei uma voz estranha entrando no chalé e me levantei rapidamente indo até a entrada. Minha pulseira pronta para caso fosse necessário. Não havia sido informada de nenhuma pessoa entrando em meu chalé e por um momento, não me importou ter que lutar com alguém para defender minha mãe. O garoto desconhecido se apresentou e eu me deixei relaxar. Era apenas a inspeção de chalé. Escutei em silêncio tudo o que dizia, embora um sorriso de lado ocupava meus lábios. Me lembrava de quando era eu quem fazia aquilo, que cuidava de meus irmãos e irmãs, que os ajudava a se organizar... Parecia uma lembrança muito antiga e uma ponta de culpa me atacou. Não deveria ser uma prole qualquer a ser responsável pelo chalé 4, eu não deveria deixar que fosse daquela forma.

Suspirei tentando espairecer quando o garoto se retirou e olhei em volta, vendo todos voltando a suas camas. Pelo jeito, todo mundo havia sido acordado de uma forma não tão legal pelo nosso visitante. Revirei os olhos com isso e tirei a blusa grande que usava para dormir, jogando-a em minha cama. Apenas com a calcinha me encaminhei para o banheiro e tomei uma ducha gelada e rápida, esquecendo o que havia visto mais cedo. Algumas outras irmãs minhas apareceram também e estava explícito o sonho ruim que tiveram em seus olhos.

— Está tudo bem... Foi só uma idiotice do garoto, não se preocupem. — disse enquanto secava meu corpo nu, antes de me despedir levemente ao meu encaminhar para meu baú enrolada em minha toalha. Peguei uma roupa qualquer ali dentro, me vestindo rapidamente antes de olhar em volta. Meu espaço estava limpo e organizado como sempre deixava, assim como parecia estar todo o resto do chalé. Meus irmãos em sua maioria não eram bagunceiros e isso deixava tudo muito mais rápido em dias como aqueles.

Fui até o pequeno armário do fundo, peguei uma vassoura, alguns panos e um produto especial de ervas e voltei para o meio, deixando a vassoura encostada na parede. Passei o produto em pano em minha mão e comecei a limpar os pufes que ficavam espalhados pelo chalé. Eles eram feitos de couro, então a limpeza era muito mais fácil. Não demorei muito e o cheiro de ervas se espalhou por todo o local, assim como os pufes ficaram brilhando. Sorri de lado, tirando uma mecha de meu cabelo do rosto e me encaminhei até o armário. Separei as coisas dali tudo para a esquerda enquanto limpava a parte direita de dentro e repeti o processo inverso para limpar todo o armário. A madeira tinha um aspecto velho, mas eu sabia que não tinha problemas, ele estava ali a diversas gerações de semideuses e havia sido presente de mamãe, nunca seria trocado. E afinal, dava até uma aparência boa para a decoração do lugar.

Minha cômoda não tinha muita coisa, então passei o pano devagar, sem pressa. Podia ouvir os outros trabalhando, mas nada muito chamativo, apenas pessoas concentradas em seus afazeres. Deixei o pano e o produto em cima do móvel enquanto me ocupava a cuidar dos pés de erva que eu cultivava ali. Um pouco de terra tentava escapar do vaso, mas limpei tudo e as molhei, antes de dar atenção a todas as outras plantas do chalé. Com o toque, fazia aqueles que estavam tristinhas se animarem, enquanto as fortes ficavam mais vivas e brilhantes. Cantarolava baixo para mim mesma enquanto cuidava de nossas plantinhas e sorri ao ir para o lado de fora. O regador em minhas mãos parecia brincar com as plantas que se fortaleciam em volta da casinha com o número 4. Acariciei e conversei com cada uma das plantas, árvores e folhas que tinha acesso. Via suas emoções tornarem-se mais felizes e vividas com isso, me deixando ainda melhor. Era aquilo que eu estava precisando.

De volta para dentro, vi todos já terminando os últimos detalhes, então apenas arrumei minha cama e peguei uma escova que guardava para a bolinha de pelos. Sentei chamando Nyme para o meu colo e fiquei escovando-a e conversando com ela até que o garoto estranho voltasse para a inspeção e fossemos liberados.
+ tagbrothers, sisters, Nyme and a stranger
+ notesmissing America
BY MITZI


skyl. 19 years. demeter's daugther. RP

Gonna wear that dress you like, skin-tight, do my hair up real, real nice, and syncopate my skin to your heart beating. Let me show you how proud I am to be yours, leave this dress a mess on the floor and still look good for you, good for you.
THANKS @
avatar
Filhos de Deméter
$D :
48755

Idade :
20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum