Fóruns Irmãos
0 de 5
Créditos
» Skin obtida de Captain Knows Best criado por Neeve, graças às contribuições e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foroactivo.
» Com gráficos e modificações por Hades e Zeus.
Elite
0 de 9
Comum
0 de 33
Últimos assuntos
» Pego - Namoro - Passo - Caso - Morre Diablo!
Ontem à(s) 11:26 por Hylla K. Werstonem

» Pedidos de Missões
Ontem à(s) 8:53 por Nyx

» Flood 4.0
Ontem à(s) 6:19 por Hylla K. Werstonem

» Chalé dos Filhos de Hécate
Qui 20 Jul 2017 - 14:28 por Freya Magnum

» Cozinha do Apartamento
Qua 19 Jul 2017 - 18:25 por Isabelle Duchanne

» Reclamação Divina
Ter 18 Jul 2017 - 19:27 por Hécate

» Pra mim você é
Ter 18 Jul 2017 - 14:48 por Tay Branwell Carstairs

» Playlist qq
Seg 17 Jul 2017 - 22:06 por Ivy La Faye

» Templates, Sign e whatever
Seg 17 Jul 2017 - 18:24 por Zoey Montgomery

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
Dom 16 Jul 2017 - 17:40 por Tay Branwell Carstairs


[RP] Louis S. Piece

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Louis S. Piece

Mensagem por Louis Sülford Hillgrove em Seg 27 Jan 2014 - 17:48


Louis Swan Piece


Foi a pouco tempo atrás, eu deveria ter uns 13 anos quando soube daquela notícia, talvez o melhor mesmo era eu nunca ter descoberto a verdade. Hoje com 16 anos me considero um adulto, minha personalidade já bem madura e diferente da que eu tinha antigamente me fez perceber que a vida não era tão fácil como sempre pensei. Ser filho de um Deus é um tanto quanto confuso, eu achei estranho quando minha mãe me contou e foi repentino eu ter descoberto que além disso minha irmã era filha de outro Deus, minha mãe abusou de sua beleza para ter conseguido dois filhos de deuses diferentes, Eros e Apolo.
Não havia nada de anormal no apartamento em que eu e minha família morávamos, eu estava estudando no meu quarto enquanto minha irmã falava ao telefone. As batidas na porta estavam rápidas e quando eu fui atender a porta percebi que era nosso avô um senhor já de idade e ele estava com uma carta em mãos e foi assim que descobrimos que nossa mãe havia morrido num acidente de carro quando estava voltando para casa. As lágrimas eram impossíveis de serem paradas, minha irmã caía de joelhos na frente da porta, enquanto eu tentava ergue-la para tentar acalma-la, algo muito difícil, o coração estava quebrado, tanto o meu quanto o dela.
Meses depois, eu já havia me recuperado com a perda, eu estava no ensino médio e prestes a fazer uma prova decisiva para passar de ano. O vento fraco no lugar, o silêncio predominante na sala me deixava nervoso, minha mão tremia e meu consciente só me dizia para me acalmar. Logo então a luz do lugar desaparecia e uma escuridão forte dominava o lugar com rapidez, deixando todos os alunos num profundo medo. Já não era tão normal isso acontecer, apagões em pleno dia? Estranho. Suspirei com um pouco de receio e então uma breve música começou a tocar, uma bela melodia causada por uma Harpa, mas de onde ela estava vindo? Perguntas seguidas vinham em minha mente, mas nada as respondia. Quando fechei meus olhos por um momento, algo estranho aconteceu, ao abri-los a luz voltava, mas a sala estava vazia. Me levantei assustado olhando para os lados a procura de alguém, mas foi aí que me deparei com uma pequena faca feita de bronze e um arco feito de algum material diferente sobre minha mesa, não exitei em pega-los e guarda-los em minha mochila.
Assim que voltei para casa contei tudo para minha irmã, era a única pessoa em que eu confiava o bastante para contar essas coisas anormais que aconteciam comigo. Segundos depois uma carta aparecia sendo jogada por de baixo da porta sem vestígios de carteiro, aquilo me deu um medo e quando fui abri-la para descobrir o que havia dentro da mesma, apenas observei umas letras bagunçadas que se formavam em um convite " Bem vindo a Half Blood". Que diabos era isso? Assustado corri para dentro de meu quarto navegar na internet para descobrir se era um lugar, uma pessoa, um objeto ou algo no gênero. Voltei para a sala de estar e conversei com minha irmã, cuja me disse que havia recebido a mesma carta quando estava no colégio.
Estávamos surpresos, mas embora todo o ocorrido acabamos descobrindo por parte de nosso avô que fomos ingressados num acampamento meio-sangue, lugar para pessoas como nós, diferentes.

16 Anos.
Lou.
Homossexual.
SemiDeus.
Prole de Apolo.


AMIZADES



MELHORES AMIGOS
Menfis Leckenby
Petter T. Müller
James W. Rouvas
Arthur Raimann

BONS AMIGOS
Luka Stewart


AMIGOS


CONFIANÇA
Menfis Leckenby
Petter T. Müller
Henly Markova
Aleksander S. B. Alistar
Mike D. Turner
Dems D. Turner
Luka Stewart


CONFIDENTES


ADMIRAÇÃO
Arthur Raimann
Dems D. Turner


PROTEGIDOS


PROTETORES


ALIADOS


CONHECIDOS








AMOR



ATRAÇÃO


CURIOSIDADE
Luka Stewart
Ryan A. Berry


INTERESSE
Petter T. Müller
James W. Rouvas
Aleksander S. B. Alistar

OBSESSÃO


POSSESSÃO


GOSTO


AMIGOS COM DIREITO


ATRAÇÃO SEXUAL


+ 18


ROLO DE UMA NOITE


AMOR


AMOR PLATÔNICO


NAMORADO (A)


EX-NAMORADO (A)


DESLIZE







FAMILIARES




MÃE BIOLÓGICA


MÃE ADOTIVA


PAI BIOLÓGICO
Apolo

PAI ADOTIVO


IRMÃOS(AS) ADOTIVOS


MELHOR IRMÃO(Ã)
Henly Markova


PIOR IRMÃO(Ã)


TIOS(AS)


AVÔ


AVÓ


PROTETOR (sátiro, dríade...)



INIMIGOS



INDIFERENÇA


DESCONFIANÇA


IESTORVO


PESSOAS CHATAS


TRATO HOSTIL


OBJETIVOS


RANCOR


INVEJA


INIMIZADE


EX-AMIGOS


ÓDIO


AMOR/ÓDIO


PENA DE MORTE







CURIOSIDADES E SEGREDOS





  • Seu primeiro beijo foi com um garoto e foi assim que descobriu que era homossexual.


  • Já foi alcoólatra.


  • Seu pai adotivo morreu de câncer.


  • Quando não sabia que era semideus, Louis era modelo.





CREDITS TO HYSTERIA



avatar
Astrólogos de Asteris
$D :
11140

Idade :
20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum