Parcerias
0 de 5
Créditos
» Skin obtida de Captain Knows Best criado por Neeve, graças às contribuições e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foroactivo.
» Com gráficos e modificações por Hades e Zeus.

Parcerias
0 de 9
Últimos assuntos
» Flood 4.0
Sex 17 Nov 2017 - 18:50 por Ephrain L. Black

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
Ter 7 Nov 2017 - 18:45 por Ulrick Lively Waldorf

» Pedidos de Missões
Ter 7 Nov 2017 - 14:48 por Zeus

» Poste sua lindeza aqui
Sab 4 Nov 2017 - 23:45 por Zeus

» Que Animal lembra a pessoa acima?
Qua 1 Nov 2017 - 21:16 por Ulrick Lively Waldorf

» Prints do chat ou de qualquer lugar.
Sex 27 Out 2017 - 22:58 por Ivy La Faye

» Enfermaria Central
Dom 15 Out 2017 - 18:33 por Nyx

» Salada Mista
Seg 9 Out 2017 - 15:25 por Dorian Blenöger

» Pego - Namoro - Passo - Caso - Morre Diablo!
Dom 8 Out 2017 - 11:55 por Dorian Blenöger

» Bar e Salão de Festas
Qui 5 Out 2017 - 22:31 por Alicia Watts Schratter


[RP] Jenna Sweetheart

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Jenna Sweetheart

Mensagem por Jenna Sweetheart em Sab 28 Dez 2013 - 21:05



jenna sweetheart
20 • bissexual • deméter

Jenna viu pouco da vida. Muito muito pouco. Com menos de um ano, foi diagnosticada com uma mente psicopata após matar o cachorro da família. Era ainda um bebê quando foi internada num manicômio, e cresceu lá. Nunca viu um único raio de sol, e após os pesadelos começarem a acontecer, ela decidiu que para seu próprio bem, era melhor ser mantida presa numa sala branca.

O último pesadelo acontecera poucos meses atrás, e fora exatamente como os outros.

Era a mesma sala escura. Uma sala escura, fria e com um leve ar psicótico. Eu estava amarrada, como de costume, porém, dessa vez, eu não sentia um pano em volta da minha boca. Eu podia falar, e com esse artifício, usei minhas cordas vocais para gritar, na vã esperança de que alguém em meu sonho me ouvisse. Clamei por piedade, e pela primeira vez, ouvi um voz. Era feminina e carregada de ironia.

- Menina tola! - Cantarolou a voz.

Eu estava assustada, mas seria que devia sentir todo aquele medo? De qualquer forma, aquela voz não me era estranha. Era familiar, e até mesmo doce, ao meu aguçado tímpano. Me debati na cadeira, implorando que me soltasse.

- Pare de se mexer! Quando eu lhe contar tudo que precisa saber, eu mesma a soltarei.

Eu instantaneamente parei, e encarei o breu da sala. Então, a voz retomou a fala:

- Você, pequena Keleen, é a filha da loucura, da insanidade, da psicose. Por que achas que tão cedo fostes internada nesse lugar? Abre o olho, Keleen, e vê a tua face. - Contou a voz, e aproximou-se de mim. Ela tinha um espelho em mãos, e o pôs na minha frente.

Admito que me admirei com minha beleza insana. Olhos claros, olheiras profundas e avermelhadas, como se eu usasse um lápis de olhos delineando fortemente meus olhos. A voz se aproximou, e eu pude ver seu rosto. Tão parecido com o meu. Era como se eu me visse mais velha, e era quase isso, se não fosse pelos seus olhos pretos.

Inconscientemente, eu sabia, que naquele momento, aquela mulher parada ali, na minha frente, era minha mãe.
avatar
Filhos de Lissa
$D :
85534

Idade :
21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum