Últimos assuntos
» Flood 5.0
[RPF] Kremily  EmptySab 20 Abr 2019 - 14:44 por Zeus

» Seja parceiro do DHB
[RPF] Kremily  EmptySab 20 Abr 2019 - 11:45 por Poseidon

» Hall of Fame — DHB ALL STARS
[RPF] Kremily  EmptyDom 14 Abr 2019 - 15:18 por Eros

» Treino Mensal - Abril 2019 [Feiticeiros de Circe, Astrólogos de Asteris, Caçadoras de Ártemis e Curandeiros de Asclépio]
[RPF] Kremily  EmptyTer 9 Abr 2019 - 16:57 por Hylla K. Werstonem

» Instituto DHB
[RPF] Kremily  EmptyTer 9 Abr 2019 - 14:16 por Katheryna Fortune

» Templates, Sign e whatever
[RPF] Kremily  EmptyTer 9 Abr 2019 - 8:28 por Eros

» [RPF] Kremily
[RPF] Kremily  EmptyDom 7 Abr 2019 - 9:11 por Eros

» [HAUS OF LOVE] — Piscina Externa;
[RPF] Kremily  EmptySab 6 Abr 2019 - 16:07 por Eros

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
[RPF] Kremily  EmptySab 6 Abr 2019 - 15:39 por Eros

» Pedidos de Missões
[RPF] Kremily  EmptySex 5 Abr 2019 - 17:15 por Eros

» Peça seu selo aqui
[RPF] Kremily  EmptyQui 4 Abr 2019 - 17:22 por Nyx

» Treino Mensal - Abril 2019 [Melinoe, Éolo, Hebe, Quione, Hermes, Macária]
[RPF] Kremily  EmptyQui 4 Abr 2019 - 12:46 por Xayah Lhothlan

» Salada Mista
[RPF] Kremily  EmptyQui 4 Abr 2019 - 12:10 por Jacob Ackerman

» Filhos de Hades
[RPF] Kremily  EmptyQua 3 Abr 2019 - 20:44 por Lissa

» [RP] Zoey Montgomery
[RPF] Kremily  EmptyQua 3 Abr 2019 - 12:47 por Zoey Montgomery

» Barraca do amor / Procura-se
[RPF] Kremily  EmptyQua 3 Abr 2019 - 9:53 por Azazel Otsuki

» [RP] Treino Mensal (Abril 2019) - Hecate, Afrodite, Apolo, Deméter, Dionísio, Eros e Poseidon
[RPF] Kremily  EmptyTer 2 Abr 2019 - 21:18 por Tayllor B. Grindelwald

» Prints do chat ou de qualquer lugar.
[RPF] Kremily  EmptyDom 31 Mar 2019 - 22:53 por Zeus

» Reclamação Divina
[RPF] Kremily  EmptyDom 31 Mar 2019 - 21:26 por Hera

» [RP] Alex R. Fabbri
[RPF] Kremily  EmptyDom 31 Mar 2019 - 14:29 por Alex R. Fabbri

»  [rp] treino mensal — atena, hades , hefesto, hipnos, selene e thanatos — março/abri
[RPF] Kremily  EmptyDom 31 Mar 2019 - 13:50 por Daniel A. Daskov

»  TREINO MENSAL / Abril 2018 [Ares, Deimos, Íris, Lissa, Nêmesis, Phobos e Zeus]
[RPF] Kremily  EmptyDom 31 Mar 2019 - 11:46 por Rakan Lhothlan

» [RP] TREINO MENSAL — ESPECTROS DE ÉREBO; MÊNADES; SACERDOTISAS DE NYX. — MARÇO/ABRIL.
[RPF] Kremily  EmptySab 30 Mar 2019 - 17:37 por Daniel A. Daskov

» Teste para Filhos de Poseidon
[RPF] Kremily  EmptySab 30 Mar 2019 - 11:53 por Poseidon

» [RP] WOLFFENBUETELL, bree
[RPF] Kremily  EmptySab 30 Mar 2019 - 1:49 por Bree Wolffenbuetell


[RPF] Kremily

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty [RPF] Kremily

Mensagem por Emily Duchanne em Qui 3 Jan 2019 - 21:12

Lugar: Mellington Hall, Churchstoke,  Powys - País de Gales
Quem: Emily Duchanne&Kristhyne B. Meagher, e convidados.
Quando: 23/01/19

Casamento

O jardim do hotel foi decorado com luzes, mesas de piquenique e várias flores. A cerimônia seria realizada antes do sol se por, visto que Kristhyne foi tristemente amaldiçoada. O hotel forneceu garçom, uma mesa repleta de doces e outra cheia de salgadinhos, que eram o principal prato da noite, os garçons também eram responsáveis por trazer as bebidas.

Detalhes:

Olá amores e amoras.
- Imagens da decoração: Aqui, outra aqui e mais outra aqui.
- A cerimônia é no final da tarde, enquanto ainda houver sol, a festa será logo após.
- É obrigatório o uso de trajes de festa.
- A festa ocorre em on no dia 23/01/19, por volta das 18hrs e é ATEMPORAL.
- Sem armas, nada de brigas e desrespeito, o ridículo que fizer isso vai ser punido.
- Vocês todos estarão hospedados no maravilhoso Mellington Hall (País de Gales), mesmo local da cerimônia.

Convidados:

Permitido 1 acompanhante por convidado.
Convidados em negrito são Padrinhos e Madrinhas.

Adam Phantomhive
Alicia Watts Schratter
Atena
August D. Daskov
Brandon H. Smith
Brianna W. Dellanoy
Cassandra McDare
Daniel A. Daskov
Dorian Blenöger
Elijah B. Montgomery
Eros
Hannah Daphné Roux
Henry P. Friedrich
Hylla K. Werstonem
Isabelle Duchanne
Ivy La Faye
James E. Sullivan

Justine H. Beaumont
Kassandra Ivashkov
Luka S. Sinnoh
November R. Daskov
Nyx
Pandora Aërsterien
Ramonna Völker Rothschild
Reyna K. Mavros
Sebastian V. Woljöden
Skyler Monteith
Tayllor B. Grindelwald
Zoey Montgomery

Padrinhos&Madrinhas:

Boys usam branco.
Girls usam cores claras.
Isabelle Duchanne (Violeta) & Luka S. Sinnoh
Ivy La Faye (Azul) & James E. Sullivan
Tayllor B. Grindelwald (Amarelo) & Sebastian V. Woljöden








TAKE

ME

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Eros em Sex 4 Jan 2019 - 23:11



I will love you forever
“Como os primórdios dessa terra, existe a força mais poderosa de todas. Aquela que destrói e cura, aquela que precede a loucura tenra, que acalenta os mais suaves corações. É impossível viver sem ela e aqueles que tentam tal feito estão, automaticamente, fadados ao esquecimento perpétuo e frio. Essa força é o Amor — e nenhuma outra pode se equiparar a ela”.



Era como um sonho. Prenunciar as trombetas sagradas de sua chegada, a saída do palácio branco em meio aos seres acima da compreensão do homem, atraído unicamente pela própria esfera de poder. Um sentimento infindável instalava-se, tornando-o suscetível à curiosidade. Sua bela dama, esposa e companheira, decidira resignar-se quanto à presença naquele recinto, deixando-o por conta própria ao local. Ainda assim, deixara-o conduzir as mais diversas borboletas, azuladas, rosadas e alaranjadas, todas com o propósito de serem arautos de sua entrada. Junto dele, o acordar delirante da terra, que via o retorno do menino levado desde tempos imemoriais, mas que crescera e tornara-se, talvez, o mais ardiloso e enigmático de todos os deuses do panteão grego. Afinal, quem conseguiria explicá-lo?

Vinha na carruagem de sua matrona, assistindo pelos pégasos brancos e pelas ninfas do vento que tanto sopravam os recados de Afrodite. Seus sorrisos e sua contemplação dirigiam-se a ele, fabuloso, único. O príncipe do amor tinha uma missão importante e pensar na mesma ampliava o sorriso delimitado pela boca de um tom levemente rosado, exibindo a fileira impecável dos dentes brancos feito porcelana. As damas liberaram-no, acenando em despedida juntamente aos animais sagrados de sua mãe, conforme ele se aproximava daquilo que seria um evento além dos demais. Tanto que, em pessoa, tomara a liberdade de dar o ar de sua graça.

Sentia-se poderoso. Havia um sorriso brincando nos lábios volumosos, o qual resplandecia o sol amarelo daquela tarde tão agradável. A brisa, que carregava o perfume das flores e o pólen das ervas, parecia rondá-lo como a graça da mãe natureza. Parecia uma figura inculta, ainda que bela, desenhando na atmosfera o contorno corpóreo daquela energia sobressalente à todas as outras; o amor que tomava forma, o sentimento incompreendido no interior do coração, todas as dores e mágoas — uma profusão de vocabulários que afloravam feito orquídeas compondo a sua imagem, fazendo-o ascender em um coro de vozes celestiais e um abrir vagaroso das nuvens rosadas que pareciam, até então, envolvê-lo em seu âmago macio e inatingível.

Quando trouxera consigo as auréolas plácidas da graça e o esvoaçar de seu poder ancestral, fizera as flores ganharem lírios mimosos e uma saúde imbatível. A grama pareceu tornar-se mais verde, as árvores frondosas e floridas como nunca outrora, os pássaros e as pombas brancas ganhando as nuances das moléculas de oxigênio. Tudo parecia em paz, visivelmente alegre com a cerimônia, e o mundo e as esferas celestes paravam para contemplar aquele que descia dos céus límpidos, do domo majestoso onde as deidades cósmicas governavam.

Os sapatos tocaram o chão de grama macia com leveza, deixando que um tapete floral surgisse somente à presença daquele. Levantou-se sereno e leviano, movimentando-se ligeiro, exalando o aroma desconhecido que evaporava dos poros do tecido da roupa escura. Um smoking preto ajustava-se ao físico avantajado, realçando a musculatura que se sobressaía sedutora. Perolava a face lívida os olhos azulados que, mediante o toque incidente dos fótons radiantes, brilhavam numa tímida abertura em verde claro. Além disso, o relógio de ouro ornamentava o pulso esquerdo, unificando a elegância do homem em toques sutis. O orvalho de suas íris percorrera a ambientação em um único reluzir visual, agitando a mão para que a brisa rosada se levantasse e dominasse todo o cenário.

Parecia uma dádiva dos arcanjos, a graça dos querubins — a benção de Eros.

Eu, o Amor encarnado, a mais bela e pura força universal, abençoo esse matrimônio. — ele sussurrou.

Estava rogada a sua dádiva, saída diretamente dos seus lábios. Um presente de casamento, afinal não iria permitir bloqueios entre duas almas que se amam. Dirigiu-se ao ápice do local, onde ocorreria a união física de toda a cerimônia. Tomaria para si a tarefa de presidi-la e, sob o brilhante azul de seus olhos e a sombra de suas asas, iria formalizar a junção daquelas vidas. Eros sorriu; era o seu retorno, enfim. Deuses do Olimpo, meio-sangues e habitantes do abismo, contemplem. O deus do amor está de volta!

(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Atena em Sab 5 Jan 2019 - 20:59

ντους γάμου como se o amor estivesse pelo ar



Ligações mundanas acontecem a todo momento pelo decorrer da existência. Hora por interesse político, outrora por vislumbrar condições financeiras melhores ou por simples obrigação, mas sempre usam o mesmo argumento, que por muitas vezes é falho, fraco e falso, afinal, casar-se por “amor” não existia mais.

Deuses através dos tempos eram aclamados para jogarem suas “bênçãos e graças” sobre o matrimônio mortal. Aparentemente, as pobres almas finitas acreditavam que só poderiam ser de fato felizes se algum de nós lhes agraciassem, como se estivesse ao nosso total controle suas vidas e capacidade de fazer um outro ser feliz... Bom, felicidade para um deus é algo totalmente diferente, portanto, pura tolice um mundano acreditar que influenciaríamos ativamente em suas vidas “amorosas”.
Apesar de ser um fato consumado de que a maioria de nós deuses não darmos  a mínima para os enlaces entre mortais, ainda havia uma minoria no Olimpo que se divertia com isso. Afrodite, Hera, Eros. Talvez a culpa dos mortais continuarem acreditando que nós nos importávamos era desses três que, por sua vezes, fingiam bênção para que fossem ainda mais adorados pelos homens.
Apesar de não acreditar no matrimônio mundano, as vezes me permitia presenciar uma situação ou outra desde que fosse entre semideuses, afinal, alguns daqueles tinham meu sangue em suas veias ou me agradavam os olhos com seus feitos e determinação. Naquela vez seria pela segunda opção além de ter sido convocada a comparecer, o que fora inusitado desde a queda da antiga Ática... De fato Emilly e Kristhyne, me impressionavam.

O bom gosto mortal era algo que há tempos me agradava bastante, podia ver nitidamente o espaço onde seria realizada a cerimônia de união. Arranjos, cadeiras, mesas e um altar simples, porém, bonito. Os convidados em sua maioria eram conhecidos, afinal, eu sou uma deusa, como é que não conheceria todos?!
Não pretendia fazer uma entrada marcante, esperava apenas apreciar o momento mundano, diferente de Eros que notavelmente desejou roubar toda a atenção para sim.

— Tão exibido e exagerando quanto q sua mãe, criança – E lá estava eu. Parada logo atrás de Eros em meu vestido vermelho mantendo a mesma seriedade de sempre mas com uma leveza que situações como aquela pediam além de esboçar um pequeno sorriso nos lábios ao observar a feição que o deus menor tomou com o comentário – Não se aborreça pelo criança Eros, é assim que o Olimpo por completo lhe verá para todo sempre.

vestido:



A T E N A
deusa
estrategia
sabedoria

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Bree Wolffenbuetell em Sab 5 Jan 2019 - 23:43


E Viveram Feliz Para Sempre


— Brandon, acorde ou vamos nos atrasar – Estava sentada na cama com o edredom sobre as pernas, ao meu lado, o filho de Hades despertava aos poucos e de fato aquele era um dos momentos que ainda conseguiam aquecer de alguma forma o que me restava do coração. Sem pensar duas vezes, quase como se meu corpo agisse por vontade própria, me debrucei sobre o rapaz selando nossos lábios brevemente como presente – Acorde meu céu, o casamento da Emilly começa em algumas horas, temos que nos preparar para pelo menos parecer que estamos “bem”...

Aquela seria a primeira vez em que eu estaria no meio de muitas pessoas desde que voltei a vida. Antigamente, estaria completamente animada e talvez tão ansiosa como se fosse a própria noiva, mas agora nada disso existia de fato, a única coisa que conseguia sentir em relação aquilo era um grande vazio, porém, estava disposta a me esforçar para sentir pelo menos uma pontada de felicidade pelo casal que se uniria, afinal, Emilly era parente de Isabelle e uma grande amiga de Ivy, o mínimo que poderia fazer era me “alegrar” pela filha de Dionisio em nome da minha relação com as outras duas semideusas.”, apesar de apenas estar indo como acompanhante do meu namorado e não como um convidada genuína.

Me levantei da cama, calcei os confortáveis chinelos e caminhei até a porta da sacada do quarto arrastando levemente a cortina para o lado. La fora, o sol se exibia exuberante em toda sua glória criando uma vista digna de reis, de fato, o hotel escolhido para realizar a cerimônia de casamento fora sem dúvidas certeira e eu teria feito uma escolha muito parecida com a do casal. Fiquei ali admirando a vista e os empregados começarem a organizar as coisas no jardim até escutar Brandon resmungar alguma coisa ao fundo enquanto se levantava, com isso, me adiantei fechando a cortina novamente correndo para o banheiro antes que ele pudesse tomar minha vez.

—Eu vou pro banho primeiro! – Passei pela porta tão rápido que o rapaz não teve tempo de contestar.

[...]


Estava pronta. O vestido preto escolhido caía sobre meu corpo com perfeição deixando partes de pele estratégicas a mostra dando um toque grandioso de luxúria e sedução, coisas que como Brandon se costumara dizer , “servem para mim com uma luva”. No rosto, pouca maquiagem, porém, nos lábios em vez do nude que costumava a usar antigamente, agora havia o vermelho acesso e atrativo, afinal, combinava mais com o meu novo eu. Os cabelos caíam parcialmente de um único lado em ondas que destacavam o brilho dos fios ruivos. Eu me sentia uma própria deusa.

—E então, como estou? – Questionei Brandon dando uma pequena volta para que ele observasse melhor toda a composição e ele por sua vez me elogiara fazendo com que um sorriso escapasse e estampasse meus lábios antes de avançar e abraçá-lo – Obrigada meu amor, você também esta maravilhoso, mas agora temos que ir, não pretendo descer para o jardim em cima da hora.

Ajeitei a gravata da prole de Hades e em seguida tomei em uma das mãos a bolsa-carteira e a outra apoiei sobre o braço de Brandon enquanto saíamos do quarto em direção ao jardim onde seria a cerimônia.

Enquanto rumávamos para o local definido, algo me revirava o estômago, sentia alguns arrepios percorrerem minha espinha enquanto era inevitável que sentisse toda e qualquer forma de magia que havia ali. Eram muitas, algumas singelas e outras fortes com se deuses estivessem ali, mas uma em especial me tocava, era conhecida por mim pois trazia o gosto de canela adoçada com mel, mas eu não conseguia saber a quem pertencia desde que renasci.
Continuamos a caminhar até finalmente alcançar o jardim onde a maioria dos convidados ja se encontravam ali, alguns rostos conhecidos se viraram para mim, alguns surpresos por me verem, outros apenas por curiosidade, mas nada daquilo me incomodava. Aos poucos fui ligando as pessoas à suas áureas mágicas e reconhecendo os deuses presentes até que novamente o gosto doce me tomara no momento que meus olhos pousaram sobre as costas de alguém dona de madeixas loiras – Bruxa... – Um suspiro escapou pelos lábios fazendo com que me voltasse para Brandon.

— Meu bem, acho que esqueci meu bracelete no quarto, pode ir buscá-lo pra mim? – Sorri com a concordância do rapaz e lhe dei um breve selinho antes que ele se afastasse.

Mantive meus olhos sobre a garota antes de caminhar até ela e pousar minha mão sobre seu ombro.


A morte veste:
continue...


robb stark


Beatrice wolffenbuetell

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Hylla K. Werstonem em Dom 6 Jan 2019 - 10:11





 surprise, bitch. I bet you thought you’d seen the last of me  



TAG: kremily      

WORDS: all my witch stuff    

NOTES: with @bree


Levantara as íris azuladas rumo à superfície prateada e lisa, desprovida de imperfeições, ornamentada pela moldura dourada que ajudava a refletir a luminescência dos cristais do lustre principal. Captava a imagem perante si naquele divertido jogo da imitação, vendo sua duplicata girar delicadamente tal qual ela o fazia. Assim, podia ver o movimento da borda inferior do vestido rodopiar pelo carpete carmesim, num destaque evidente à tonalidade pastel que compunha o tecido principal. Subindo a visão, via-se o delinear perfeito do corpo magro e voluptuoso, demarcando as curvas sedutoras do físico feminino. Por toda a extensão da peça, via-se a laqueação de flores moderadas que subiam como se presas às matrizes de seda da roupa, em suas tonalidades de um rosa claro polvilhado por minúsculos brilhos dourados e prateados. Terminava-se num decote pequeno, findando a profusão elegante em duas alças que jaziam perfeitamente separadas e presas aos ombros esbranquiçados da moçoila.

Não obstante, não era unicamente o vestido que compunha o visual da meio-sangue. A maquiagem que aplicara recaía, leviana e natural, sobre os traços áureos do rosto emoldurado. As vantagens de se morar em um spa sob a tutela de uma deusa mostravam-se evidentes quanto à beleza disposta nas mínimas expressões faciais; além do batom sedutor que tornava ainda mais atrativos aqueles lábios volumosos e sedutores. A sombra demarcada no olhos, o delineador preto, o blush quase imperceptível nas maçãs destacadas da face — eram muitos os fatores que deixavam-na com a aparência de uma musa por completo. Não se poderia esquecer de sinalizar os cabelos longevos, tão escovados que pareciam uma cascata uniforme e paralisada de ouro branco derretido, vide que o seu tom de loiro era um bem mais claro que o usual. As comedidas ondulações dos fios caíam suaves pela costa, deixando a região T do pescoço e clavículas livres para exibir o colar repleto de orbes de diamantes que trazia consigo, presente oferecido pelo próprio noivo da garota. Viera à calhar: os fios de ouro puro trançados, que seguravam as peças preciosas, adicionavam um charme sobre a epiderme alva da menina.

Numa finalização, optara pelo uso de brincos pequeninos de diminutas pedras de esmeralda em molduras de prata. Ainda que pequenas fossem as pepitas, emitiam um brilho anormal e charmoso, talvez em função da magia que os recobria. Por fim, sentia-se completa, talvez alguns centímetros mais alta em detrimento do salto preto se grife que encaixava-se nos pés delicados, apertando-se em poucas tiras negras ao redor do tornozelo alheio. Fitou a imagem no espelho uma última vez, após apanhar a bolsa que era um pouco maior que sua própria mão, ideal para festas de gala. Colocara ali dentro o mesmo batom matte que utilizava agora, caso precisasse de um retoque no visual, além de alguns pouquíssimos outros produtos emergenciais para reparar possíveis danos à maquiagem impecável. Contudo, não se esquecera de colocar no anelar o anel de noivado que reluzia como uma promessa de amor, tal qual o bracelete inseparável que compunha a forma simplificada de seu cetro mágico. Mesmo em um casamento, Hylla não se colocaria à mercê do acaso.

Quando virou-se para o quarto iluminado, o gato sobre os lençóis fofos da cama de dossel miou para ela. Estava indignado por não poder ir com a dona, mas aliviado em igualdade por ter um tempo único para si próprio, podendo desfrutar daquele quarto e das maravilhas do resort comandado por Circe. Ela coçou o queixo do mascote, vendo-se afastar-se para ocupar uma posição privilegiada sobre os travesseiros de penas, formalizando um riso inevitável que escapuliu dos lábios da semideusa. Por fim, era chegado o momento de sua partida. Pegou o convite, lendo-o uma última vez antes de estalar a língua nos dentes. Um sussurro seu fora o suficiente para proferir um encantamento — no momento seguinte, era transportada ao local da cerimônia.



•••



Como suspeitara, a decoração estava deslumbrante. Hylla adentrou a localidade pelas reentrâncias do hotel onde aconteceria o matrimônio, deixando que sua chegada passasse à vista dos primeiros convidados anteriores a si e dos funcionários que trabalhavam no evento. A elegância que permeava o seu caminhar denunciava o período de vida que passara sob a tutela direta de Circe, ou sendo uma das preferidas de Hebe e Afrodite. Fora inevitável apanhar de um garçom que passava uma esguia taça de vinho branco, que logo encontrou o caminho para a boca da jovem. O doce das uvas mascarava perfeitamente os toques etílicos da bebida, ainda que ela permanecesse uma ótima apreciadora de vinhos, dado o período que fora uma das Mênades de Dionísio. Suspirou, percorrendo a extensão do ambiente para familiarizar-se com o tal. O encontro de suas divindades atraiu sua atenção tempo suficiente para não perceber a aproximação de um outro alguém, que proferira palavras que imediatamente fizeram-na retornar ao seu estado de alerta antes de um toque macio chegar-lhe ao ombro.

Hylla virou.

O baque dos orbes azulados fora violento contra o corpo feminino delimitado pelos limites da seda preta do vestido de outrem, incorporado a si em um toque de sensualidade e glamour. Erguera uma sobrancelha; a pele parecia porcelana chinesa, os cabelos compridos irradiavam sua hidratação impecável e seu movimento natural com toques sutis. Os olhos claros denotavam a vitalidade que lhe corria pelas veias, tal qual a aparência saudável de sua face. Sorriu.

Beatrice. — proferiu. Deixou a taça de lado para que a mão fosse de encontro à outra, não em um movimento brusco ou agressivo: fora apenas um toque especial na bochecha, descendo paulatinamente até a linha do maxilar alheio, enquanto o polegar fazia um carinho na pele macia. Estava ótima desde... Desde a última vez que a vira. — Fico verdadeiramente feliz que tenha se recuperado por completo. Parece que não está com Brandon; ótimo, queria mesmo falar com você.

Postou-se ao lado da bruxa, dando-lhe o braço para caminharem lateral à outra. Começou o passeio em silêncio pelas localidades, avaliando os primeiros momentos da cerimônia com aqueles olhos críticos, ainda que por dentro estivesse deveras ansiosa para o início efetivo do casório. Sempre se emocionava em casamentos. Isso a fazia lembrar que precisava marcar a data do seu próprio, ainda que a rotina atarefada do noivo impedisse que sua relação fosse formalizada, ainda tratando-se de algo muito delicado e escandaloso no mundo olimpiano. Afastou aqueles pensamentos da mente, voltando totalmente a atenção para Beatrice.

Sabe, Bree, acredite ou não... Eu sei como é estar no Mundo Inferior. Embora seja uma visitante assídua deste, a experiência de estar enclausurada naquela colcha sob a terra é sufocante. Contudo, essa sensação de estar de fato morta é desconhecida para mim, felizmente. Imagino que seja a pior das experiências. — ela quase morrera, não só uma vez como incontáveis. Contudo, o dia que virou aliada da deusa Circe fora a data em que a dinamarquesa quase ficara presa no Submundo para sempre, antes que a deidade lhe desse outra chance e a unisse ao seu grupo. Como sendo uma semente do Mundo Inferior por parte de mãe, era mais do que comum que fizesse a travessia do mundo material ao inferno propriamente dito, tinha aquela capacidade. Mas nada equiparava-se ao que fora vivenciado pela moçoila ao seu lado. Sentir o calor corporal emanado por ela era satisfatório. — Em minha concepção, somente os mais fortes teriam consistência o suficiente para perecer e voltar dos mortos, ainda mais no estado em que você se encontrava. E aqui está, Bree. Você foi corajosa, não se deixou levar pelas enganações do reino de Hades. Eu devo a você os meus sinceros cumprimentos. — declarou.

Parou, ficando na frente da ruiva antes de tomar as mãos suaves dela entre as suas próprias. A vista azul fora dirigida aos olhos vítreos da descendente de Hécate, ignorando todo o resto que acontecia no local onde estavam.

Por isso eu a quero como minha aprendiz. — finalizou, com uma segunda linha de raciocínio voltava à Aleksander. Recrutou o primo ao reconhecer seu potencial, além de dispor sangue similar ao dele. Era uma associação perfeita, ela reconhecia. E via em Bree uma ascensão tão veloz quanto a do latino.





A witch ought never be frightened in the darkest forest because she should be sure in her soul that the most terrifying thing in the forest was her. ︽✵︽hylla

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Brandon H.Smith em Dom 6 Jan 2019 - 14:15

Ω ... Ω
If you think this has a happy ending, you haven't been paying attention!




A escuridão do beco tornava a situação mais confortável para o servo de Érebo, que se esgueirava por entre um portão de grade meio aberto e completamente enferrujado. Ao finalmente conseguir entrar no local, notou que este estava completamente diferente de como se lembrava... estava mais arejado, mais límpido, até parecia que alguém havia feito uma reforma recente por ali. Contemplou o ambiente até uma voz surgir atrás de si, dizendo:

-Brandon, acorde! - Ele pode ver a silhueta de um corpo, no entanto era incapaz de reconhecer quem era- Acorde, vamos! – Ele deu alguns passos para frente a fim de poder ver melhor quem era. Ficou todo arrepiado e até mesmo com medo, por algum motivo sabia que a presença era incrivelmente agressiva- Brandon, acorde ou vamos nos atrasar.

Ele fechou e abriu os olhos, mas o local agora era completamente outro. Encontrava-se num quarto com Bree debruçando-se sobre ele para lhe dar um beijo, o qual retribuiu ao mesmo tempo que procurava entender onde estava. Bran ficou deitando por mais alguns segundos e forçando a memória conseguiu lembra-se do sonho; era o mesmo sonho que andava tendo desde que Bree havia retornado. Foi somente quando a namorada abriu as cortinas que ele saiu do “transe”.

-Apolo filho da ...-
Resmungou enquanto tentava se levantar da cama. Bree rapidamente correu para o banheiro e anunciou que seria ela a primeira a se banhar. Bran não se importou, o que ele realmente queria era fechar a maldita cortina para a penumbra voltar a reinar no quarto.

...

O espectro tentava arrumar a gravata quando foi indagado sobre uma questão muito delicada. Ele sorriu e passou o olhar pela namorada tentando achar algum defeito pelo qual podia tirar sarro. Não encontrou. Foi até ela e lhe deu um beijo.

-Mais bela que Afrodite e Psiquê juntas! – Bree sorriu, beijo-o devolvendo o elogio e por fim o ajudou com a gravata.

Agora que já estavam apresentáveis era hora de irem para o local do casamento. Brandon não estava nem um pouco à vontade com o evento, odiava ter que ir para festas e interagir com gente que não fazia a menor questão de fingir que gostava, todos podiam morrer que para Bran tanto faz como tanto fez..., mas eram amigas de Bree, e se ela estava indo para o evento ele iria também. Talvez encontrasse a irmã ou quem sabe até o Luka, de quem nunca mais teve notícias.

O salão já contava com alguns dos convidados, Bran não saberia nomear um terço das almas contidas ali, mas outras se lembrava muito bem de sua época no acampamento. O garoto passou a mão pela barba para disfarçar um bocejo que dera quando ouviu a namorada falar algo.

-Heim?!- Falou meio perdido - Ah, o bracelete... Aquele com as coisas... cheio de coisa... ah, eu me acho!

Antes de se virar para voltar para o quarto o garoto percebeu a presença de uma certa feiticeira e ligou uma coisa com a outra, mas sem vacilar partiu para o quarto a fim de encontrar o maldito bracelete.




Brandon

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Zoey Montgomery em Dom 6 Jan 2019 - 23:46





Casamento
▬ Vestindo isso



Zoey sorria enquanto se olhava no espelho, aguardando seu noivo e sua filha ficarem prontos para irem ao casamento de Emily e Kristhine. Observou o vestido que caía perfeitamente em seu corpo magro, o vermelho destacado no pálido de sua pele, e então deixou o corpo cair na cadeira no canto do quarto, abaixando a cabeça nas mãos. Soltou um suspiro pesado, recompondo-se logo em seguida, afinal ouviu alguém bater na porta de seu quarto, escutando a voz de Lunna soar em um apressado "vamos mamãe".

Colocou um sorriso nos lábios e afirmou com a cabeça: era um dia de festa.

*********************************

Usando a Arca, chegou rapidamente do lado de fora de onde seria a festa. De braços dados com Adam, e segurando a mão de sua filha, adentrou o local do casamento e escolheu um dos bancos um pouco mais afastado, afinal poderia haver pessoas que não gostaria de encontrar. Deixou a cabeça deitar no ombro de Adam e abraçou os ombros de Lunna, trazendo-a mais para perto de si.

Sua pequena ilha de felicidade estava ali, e então sorriu minimamente. Estava feliz, e iria contemplar mais um ato de felicidade da vida de um semideus.



The thing about light is... it never really dies.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Kassandra Ivashkov em Seg 7 Jan 2019 - 22:24

YOU DO? I DO
Dessa vez a russa faria diferente, não iria chegar a cerimônia completamente bêbada e fora de si, gritando e fazendo escândalo por não se sentir amada por sua namorada. Aquela cerimônia seria memorável e ao dia perfeito, se fosse para encher a cara, faria isso na festa e daria um show do tipo que marcaria a vida das pessoas presentes.

Andou pelo enorme quarto sem vestir nenhuma roupa, estava “pegando um ar” antes de vestir-se e ir para o local do casamento, sem dúvidas sua escolha chocaria algumas pessoas e outras não, a jovem nunca foi do tipo que gostava de vestir vestidos lindos e recatados. A Rússia não era um país onde vestidos eram usados com frequência, a menos que se queira congelar, sem falar que sua vida sempre fora regrada e repleta de monstros, talvez tenha sido por isso que Kassandra não saiba andar de salto alto.

Depois de alguns minutos, vestiu sua roupa sem muita enrolação. Arrumou os cabelos azuis e calçou um belo par de sapatilhas novas, compradas unicamente para a ocasião festiva, pegou uma pequena caixa contendo dois colares iguais e seguiu para a festa –ignorando as garrafas de vodka em seu quarto- como se aquele fosse o dia do seu casamento.

--- x ---

Chegando ao local, seus olhos azuis vislumbraram-se com tamanha beleza. Kassa andou até a mesa dos presentes e deixou ali a caixinha com uma breve dedicatória: “Não sabia o que comprar. Espero que gostem. Ass: Sua russa favorita”. Cumprimentou os conhecidos com um aceno antes de ir procurar por sua namorada e, como não a encontrou, optou por se dirigir a uma das mesas de comida, Tay a procuraria ali já que não havia um bar.

-Aceita uma taça de champanhe?- perguntou um dos garçons sorrindo gentilmente.

-Aceito, obrrrigada. –respondeu sem esconder o sotaque.
Ela não sabia quando sua namorada chegaria, mas a esperaria ali enquanto aproveitava para provar os doces.
Presente aqui:
Roupa aqui:


I’m a picture perfect face With that wild in my veins You can hear it in my Growl.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Eros em Ter 8 Jan 2019 - 10:45



I will love you forever
Surgira um poder sobressalente na atmosfera, que parecia haver despertado os mínimos sentidos daquela forma física que tomara. Fora um leviano erguer do olhar que trouxera ao seu campo de visão a imagem formosa da outra, tão bela quanto um arquétipo grego moldado pelas mãos de sua própria mãe. A aproximação trazia um ar de superioridade com a qual o deus já havia se acostumado a lidar há éons. Com sua chegada e, por conseguinte, suas falácias, um riso de escárnio brotou nos lábios rosados do homem. Lançou a cabeça para trás, emitindo uma sonora gargalhada.

Atena.

Recompôs-se, avaliando-a. A filha nascida da cabeça de Zeus, uma origem tão sórdida que ecoava nas estórias milenares da humanidade, venerada pelos helenos ancestrais, patrona de uma das cidades mais famosas do mundo até a atualidade. Ainda assim... Eros rondou-a. Já ouvira coisas piores e perversas de outros seres olimpianos, mas nunca havia esperado tão postura advinda da deusa da sabedoria. Seria ela tão sábia assim? Aparentemente não. Quando parou novamente frontal a ela, estalou a língua entre os dentes brancos como porcelana.

Sinto cheiro de veneno no ar; e não é um dos meus. — levantou uma sobrancelha. — O que temos aqui? Uma deusa desacreditada do amor! Ultrajante, senhora. Tão ultrajante quanto a postura superior que tenta assumir perante tudo e todos. Ah, Atena, poupe-me. Tentando ser a malvada? Sabemos muito bem que esse papel não combina com você, mas adorei a tentativa.

Um meneio da mão trouxera um vento tímido e perfumado que rodeou-o, fazendo rodopiar trazendo algumas pétalas rosadas que transformaram-se em diminutas e delicadas borboletas, animais remetentes à sua esposa, Psiquê. Eros mantinha as íris claras como os céus fixadas na divindade mediante si.

Uma criança, sim, talvez eu seja. Ou quem será você para definir? Definir um sentimento tão específico deve ser difícil, até mesmo para você. Se julga inteligente demais, malvada demais... Pobre Atena. — checou o relógio dourado no pulso. — Mas essa criança aqui domina uma esfera de poder essencial ao mundo, aos seres humanos, talvez aos seres pensantes como um todo. Quem resiste ao amor, à atração física e carnal, ao desejo? Imagino que meu poder acometa a todos os homens. Até mesmo aos deuses. — reprimiu um riso.

Virou-se, deliberadamente dando as costas à ela. Depois disso, olhou sobre o ombro para a mulher. O reluzir de seus olhos azuis parecia perverso, frio.

Veja só, você está presente em uma comemoração que celebra o meu poder, Atena. Sua descrença me diverte. Sua arrogância me diverte. Sua tentativa de parecer superior e esnobe... Isso é realmente engraçado. Talvez funcione com os outros deuses, mas não comigo. Boa sorte da próxima vez, seria bom conversar com o deus do teatro antes de assumir uma personagem tão superficial para que o seu desempenho não seja tão ruim como agora. — mandou-lhe um beijo, que assumiu a forma leitosa de um coração vermelho no ar antes de se desfazer totalmente.

E lembre-se do que essa criança é capaz. — deixou-a ali. A verdade era que não acreditava realmente em Atena. Lembrava-se de como rira quando os romanos haviam invadido e dominado aquela cidade da qual a deidade tanto se orgulhava, destruíram-na e profanaram-na. E o que fizera a grande deusa da sabedoria e estratégia em batalha? Nada.

(C) soph




u can call me daddy

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Atena em Ter 8 Jan 2019 - 18:16

ντους γάμου como se o amor estivesse pelo ar



Eros de fato se tratava de uma criança em sua tentativa totalmente falha de revidar um pequeno comentário com palavras de afronta além de tentar atrair para si a glória que poderia de fato lhe pertercer se fosse mais esperto e analisasse as coisas com mais cautela.

Mantive a mesma calma de sempre e as expressões em minha face pouco se alteravam com os comentários da cria de Afrodite que por sua vez demonstrava um grande esforço pra tentar se colocar a cima da minha própria existência antes de se retirar sem permitir que houvesse uma contra resposta. Um suspiro escapou pelos meus lábios antes de voltar a ser tomado pelo sorriso anterior... Ah Eros, sou Atena,  você não se retira sem que a última palavra seja a minha.

Meus lábios não se mexiam, porém minha voz podia ser escutada na cabeça do deus menor.

— Ah Eros, então é isso que diz a si mesmo? Que domina uma esfera de poder tal essencial para os homens? Bom, vou lembra-lo que você só faz o trabalho sujo que a sua mãe cansou de fazer e que você só tem "isso" pelo simples motivo de que precisava te manter ocupado com alguma coisa - Uma pequena pausa seguida de um gole  do drink mortal que acabara de tomar em mãos — Seu "amor" nunca fora citado em grandes feitos e não será tão cedo então não é lá aquelas coisas... Ah, antes que eu me esqueça, essa cerimônia celebra o matrimônio, se alguma deusa merece "créditos" essa é Hera.

Por fim sorri caminhando pelo espaço observando cada semideus presente naquele pequeno espaço terrestre.

vestido:

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Bree Wolffenbuetell em Ter 8 Jan 2019 - 21:59


E Viveram Feliz Para Sempre

Subitamente o gosto doce desaparecera.  Aquele era o sinal de que de fato havia encontrado a fonte daquele rastro de magia que vinha me enchendo desde que havia voltado e pra minha surpresa o rosto que agora encarava não me era ao todo desconhecido.
Seus olhos de céu  me devoravam. Em outras situações aquilo seria extremamente estranho, mas de alguma forma podia sentir que pelos acontecimentos passados Hylla desenvolverá algum sentimento ou ligação comigo e que eu mesma compartilhava dessa mesma sensação, afinal, agora era nítido que a magia que ajudara  a me trazer de volta do reino dos mortos fora a dela.

Estive estática enquanto esperava uma ação da loira que por sua vez reagiu me tocando - Droga - No mesmo instante em que seus dedos tocaram minha bochecha, meu maxilar se trancou forte e se manteve assim até que o toque fora cessado. Aquilo havia se tornado um reflexo e vinha acontecendo na maioria das vezes quando outras pessoas, fora o filho de Hades, me tocavam.

Um pequeno sorriso tomou o canto dos lábios seguido do suspiro que escapara  na tentativa de disfarçar o ocorrido.

— Hylla, então de fato fora você que ajudara Brandon no meu pequeno problema, de fato fico grata e agradeço pela preocupação a respeito do meu estado - Antes de prosseguir, meus olhos varreram o espaço procurando por Brandon que aparentemente não havia voltado e por fim enrosquei o braço ao dela caminhando - Pois bem, fale o que precisa.

Definitivamente não esperava escutar Hylla falar qualquer uma daquelas coisas enquanto caminhávamos. A feiticeira era conhecida pelos seus feitos, porém apesar disso sua fama não era das melhores, havia quem dizia que a feiticeira tinha uma personalidade cruel escondida, mas isso não era algo que eu me importaria agora.

— De fato o reino dos mortos não um dos melhores lugares para se estar, porém posso te garantir que aprendi muita coisa pela minha estadia e digo lhe que fora uma experiência e tanto - Engoli a seco fazendo uma pequena pausa respirando fundo antes de continuar - E algo lá me mudou drasticamente... Apesar de estar fisicamente melhor, muita coisa dentro de mim não existe mais e coisas novas estão lutando para sair. Meu antigo eu não vive mais.

Ela não parecia nenhum pouco mexida com nada do que havia falado, muito pelo contrário, seus olhos pareciam se encher ainda mais como se estivesse planejando algo grandioso. Momentos depois a mesma parou diante de mim, suas mãos se juntaram as minhas e por fim o convite inesperado fora feito.
Não sabia como reagir aquilo, mas a curiosidade emanava de mim.

— É um convite e tanto vindo de você, Hylla -  Balancei a cabeça tirando os fios de cabelo que caíam  nos olhos - Me sinto honrada sabendo dos seus feitos, mas o que exatamente poderia me proporcionar? Como isso poderia funcionar?

A morte veste:
continue...


robb stark


Beatrice wolffenbuetell

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Ivy La Faye em Qua 9 Jan 2019 - 18:44


Don't Blame Me

love made me crazy
If it doesn't,
you ain't doing it right


Ainda faltavam duas horas, talvez mais, mas a prole de Hades sabia que iria se atrasar se não começasse a se arrumar logo. Soltou um suspiro breve, o sorriso bobo se desfez, não tinha mais tempo para ficar observando o quão maravilhoso James era. Caminhou na pontinha dos pés até o banheiro, tentando fazer o mínimo possível de barulhos.

Despiu-se e entrou na água quentinha da banheira, recostou-se e resolveu aproveitar alguns minutos para colocar os pensamentos em ordem. Fazia um certo tempo que não falava com o irmão, evitava-o na maior parte das vezes, questionando-se como fora tão simples perdoar James e porque nem sequer conseguia ficar por muito tempo na mesma sala que o gêmeo. Brandon realmente tinha vacilado terrivelmente com ela? Ou Ivy estava exagerando?

E tinha a Bree. Os boatos é que Brandon havia ido até o submundo e, com a ajuda de Hylla, ressuscitado Beatrice. Muito dócil da parte do irmão, embora certamente todos os seus motivos foram com totalmente egoístas. Ivy não o culpava por isso, se fosse James ela teria feito o mesmo.

Terminou o banho e vestiu o roupão, indo atrás das peças de roupa que iria usar. Escolhera um vestido azul claro, que tinha uma fenda e combinava perfeitamente com o conjunto de joias que havia ganhado de Brianna no natal anterior a viagem dela. Ouviu alguém bater na porta e não se demorou a ir atender. Era uma das moças que fazia o serviço de quarto, as noivas haviam mandado um espumante, a morena não perdeu tempo, abriu e serviu duas taças. Com cuidado sentou ao lado de James, mexeu nos cabelos e suspirou.

- J. hora de acordar, não estamos atrasados, mas tem um espumante maravilhoso te esperando – acariciou a bochecha dele pensando em como acorda-lo, continuou falando com o além, talvez ele acordasse – E, bem, eu acho que manchei a sua roupa branca... Brincadeira, nunca iria manchar aquele roupa, você deve ficar ainda mais sensacional com ela.









my drug is my baby
I'd be usin' for the rest of my life

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por James E. Sullivan em Qua 9 Jan 2019 - 20:16

Ah sla man
O sono estava sendo embalado por carneiros bêbados, seu "eu" não sabia qual caminho seguir diante uma estrada em linha reta, sismava em ir pela direita mesmo não havendo uma direita. Talvez devesse acordar e sair dali, mas não consegui mover seu corpo. Paralisia do sono.

"Calma, vai passar"

Sua voz ecoava calma pelas paredes de sua mente dormente, a noção de tempo sendo perdida imediatamente fazendo com que minutos/horas tenham passado em um piscar de olhos. Aos poucos foi sentindo o controle voltar sobre seu corpo permitindo-se virar para o lado, dando a atender que tudo estava bem, mesmo não estando.

- J. hora de acordar, não estamos atrasados, mas tem um espumante maravilhoso te esperando

A voz de Ivy o despertara com extrema facilidade, cogitou por um momento contar a ela sobre suas paralisias para que Ivy o ajudasse, mas achou melhor não. Felizmente suas olheiras faziam um pelo par com seu rosto pálido e mórbido de filho da Morte. Virou o corpo para os lados enquanto fazia birra, não queria acordar e ter de vestir branco, mas não tinha escolha. Sentou-se na cama e espreguiçou-se enquanto soltava um "aaaaaaaa".

-Okay, me arrumo rá...

Suas palavras sumiram ao visualizar a deusa a seu lado. Lentamente o garoto se levantou da cama deixando lençol cair a sua frente, segurou uma das mãos da garota e a girou lentamente antes de puxa-la para si, seus pés simularam uma breve valsa que foi finalizada com um giro.

-Meus deuses Ivy, você está incrivelmente bela. Tens certeza que és filha de Hades?-perguntou ainda sem acreditar no que seus olhos viam. -E-eu vou pro banho, logo estarei pronto.

Correu para o banho após tomar uma taça de espumante e observar sua amada por mais alguns minutos.

-----xx-----

Ao sair do banho trajando apenas uma toalha, James cruza pelo quarto indo até o pacote negro contendo sua roupa e a única cueca branca que tinham ria sozinho só de se imaginar dentro daquela imensidão branca e apenas esperava não decepcionar Ivy.

Vestiu-se e parou diante o espelho, seus pés estavam deveras apertados nos sapatos, mas o mais engraçado foi se ver vestindo branco. O garoto soltou uma sonora gargalhada enquanto tocava o terno impecavelmente alinhado em seu corpo magro.

-Eu vou sair do banheiro e vamos rir juntos
- anunciou e então saiu, lutando para segurar o riso com todas as suas forças.

-Olha isso! Eu tô vestindo branco!


Mais uma risada soou pelo quarto antes dele ir até Ivy e beijar suavemente os lábios dela.

-Mas e agora... podemos ir?


Terno
Só me dá uns drink
「R」



I'M
DEAD

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Hylla K. Werstonem em Qui 10 Jan 2019 - 11:31





 surprise, bitch. I bet you thought you’d seen the last of me  



TAG: kremily      

WORDS: all my witch stuff    

NOTES: with @bree

Eram como vórtices azulados, luminosos, feitos da combinação de colapsos simultâneos de estrelas — aqueles seus olhos azuis e calmos, de um tom claro quase cristalino e fantasmagórico, que recaíam sobre a imagem da detentora dos cabelos vermelhos. O sorriso que surgira nos lábios da dinamarquesa persistia na face angelical, modulando uma expressão plácida que compreendia o recanto da conversa de ambas. Mediante os questionamentos finais de Beatrice, a feiticeira encarou-a demoradamente.

O pós-vida é interessante, não acha? Frio, acolhedor para uns, assombroso para os outros. Mas há aqueles que ficam no meio termo disso, que não estão entre nós, mas também não fizeram sua passagem. É aí que entra a minha esfera de poder. — a magia necromante estava intimamente ligada à essência de Werstonem, vide sua origem a partir da deusa dos fantasmas. Contemplar aquele poder obscuro era uma tarefa desafiadora para muitos, mas não para uma garota com as capacidades dela. Ainda assim, alguns pontos se mostravam vantajosos quanto àquele íntimo contato com os espíritos. —Os espectros vêm até mim como súditos, é deles que eu extraio as respostas para o que preciso. Os mortos sabem muito. E todos eles sussurram que você não deveria mais estar aqui, Beatrice.

Respirou fundo.

A Lei é clara. Seu corpo pertence à Terra, sua alma, ao Hades. Mas minha mentora, a deusa Circe, sempre me colocou nos ensinamentos da bruxaria; quanto ao que podemos fazer, desde horrores até às impensáveis maravilhas. Foi o que aconteceu na noite em que eu te trouxe dos mortos. Eu não o teria feito, embora eu tenha a capacidade. Mas algo despertou meu interesse. — por uma fração de segundos, parecia ser visível o lampejo frio que coexistia naqueles belíssimos olhos espelhados. Num istmo temporal, a imagem delicada e sutil da menina assemelhou-se a dos anjos do abismo, belos e mortíferos. Aquela era Hylla. Acariciou a bochecha de Bree uma segunda vez, mesmo notando que a ruiva não estava tão acostumada com os toques ainda. — Eu não fiz por Brandon. Tampouco pela premissa da péssima relação com a sua mãe, acredite eu sei como é. Eu usei o meu poder pra ressuscitá-la por um único motivo: a chama da sua vida brilhava intensamente mesmo na morte.

O toque frio, ainda que suave, afastou-se da face alheia. Havia verdade naqueles olhos celestes, de um azul que poderia facilmente se transfigurar em verde e, quando sob o uso de magia, assumir um tom púrpura intenso e belo.

Seria um desperdício deixar uma irmã falecer, ser entregue ao mundo frio de Hades, quando em vida você poderia fazer muito mais. Eu sinto, Beatrice. Sinto que você não ressurgiu naquela noite; você nasceu. A verdadeira Bree, que só poderia ser encontrada depois de passar pelas sombras das asas da Morte em si. Essa Bree floresceu, finalmente, e teria sido um desperdício deixá-la na escuridão. Eu a quero comigo, ao meu lado. Não somente como mestre e aprendiz, mas como companheiras.

Os cristais luminosos do colar pareciam subtrair os fótons da atmosfera, emanando um brilho particular que irradiava dos pequeníssimos diamantes trancafiados no colar da feiticeira.

Eu quero conhecer essa nova Beatrice. Vê-la revelar-se, como uma Fênix. Tê-la ao meu lado a partir de agora.






A witch ought never be frightened in the darkest forest because she should be sure in her soul that the most terrifying thing in the forest was her. ︽✵︽hylla

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Qui 10 Jan 2019 - 14:47


Ao receber o convite, não pude deixar de ficar animado, ainda mais pela missão que me foi empregada... Ser padrinho ao lado de Isabelle! Louis não ligada para as investidas da filha de Ares, na verdade ele não estava ligando para muita coisa. Ao menos se importava com nossa filha e concordou em sair comigo para fazer compras.

Ao me arrumar, o espelho refletia a imagem de narciso... opa, era só eu com um modelo único, parecendo um lord. Isa estaria de violeta, segundo o convite e ao invés de matar uma flor para a lapela, preferi pedir por flores violetas desenhadas no smoking. Dei uma giradinha e voilaá! - Abençoado seja esse bumbum, puta merda. Ainda sou um pedaço de mal caminho! - me encantava comigo mesmo, me despedindo do meu amor, indo com Luisa até Steve.

...

A viagem dos EUA ao País de Gales foi longa, mas o i30 quem vez quase todo o percurso, então não tive o que reclamar. Pegamos pouca estrada, bastante mar e um pouco mais de estrada até chegar no hotel.

Estacionei Steve e deixei Luisa caminhar pelos jardins. Ela tinha acabado de aprender a andar e não queria mais ficar perto de mim. Uma pequena exploradora a danada.

Algumas pessoas já estavam no lugar e dentre elas uma das minhas mais queridas.

- Brandon! - gritei indo na direção do meu filho de Hades favorito para um abraço - Como vai irmão? Que bom saber que está bem. Eu tive uma lembrança de estar num shopping lutando pela minha vida e ter escutado seu nome durante o evento. As vezes a ilusão é tão próxima da realidade que me assusta... Perdão por desaparecer. Louis não tem estado bem desde... o retorno. Por isso prefere ficar em casa a participar de eventos. Só que eu já não estava mais aguentando. Ainda tem Orpheu que desapareceu, e as mortes de todos os meus companheiros menestréis e outros caôs que não estou afim de discutir hoje.

Falei com a companhia dele lembrando de já tê-la visto em uma outra festa.

- Só assim para nos encontrarmos... Quero fazer a festa de 3 anos da Luisa numa ilha com hipocampos, o que acha? - sorri com a ideia.

Reparei nos trajes deles - um pouco amassados - mas ainda sim graciosos.

- Provavelmente você vai me achar doido, mas foi mais fácil encontrar um vestido pra Luisa que um smoking para mim. Esses estilistas de hoje não sabem o que é alta moda masculina! Ainda bem que tenho irmãos em Afrodite do tempo que ainda frequentava o acampamento que se tornaram mestres da indumentária. - Luisa vinha saltitando para abraçar o padrinho - Ela não está linda?

Enquanto ele ficava distraído com a criança, fazia um pedido:

- Aliás, preciso que fique com ela durante a cerimônia. Isabelle e eu seremos padrinhos, então...



cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Beydite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Luisa S. Sinnoh em Qui 10 Jan 2019 - 15:20



♥ Union Day ♥

Assim que chegamos na festa, vi muitas luzinhas e enfeites. Fui correndo pegar as luzinhas! Mas são todas muito altas.

Aff. Cansei.

Cadê o papai? Ah ele ta ali com o...

— dindo! - corria, um pouco sem jeito até ele pedindo colo. - eu tavu com sadade.



Wearing: Rainbow Princess Dress



♥️ Luisa Swan Sinnoh♥️
futura deusa {puermina}
do amor próprio e da infância
[RPF] Kremily  Tumblr_inline_naimmlXq7Q1qf7gpu
Luka S. Sinnoh & Louis S. Piece

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Tayllor B. Grindelwald em Qui 10 Jan 2019 - 15:52



If I had a voice

Marriage | Wearing | With Kassandra
O turbilhão de preocupações havia desaparecido de sua mente. Não permitiu-se deixar que as sementes malignas cultivassem em sua mente e em seu coração, afinal tinha um casamento para ir. A filha de Hécate estava diante de seu closet observando as possibilidades que teria de vestimenta para ir: Ternos. Ternos eram a verdadeira paixão da semideusa, que só não usava quando tinha que dormir ou treinar com Circe.

- Vamos ver, vamos ver.- Murmurou para si mesma enquanto olhava as várias peças coloridas, e se deparou com uma cor de rosa magnífica, e não demorou muito para escolher, também, a maquiagem que ia usar para esconder as olheiras que tinha. Precisava ficar bonita, já que além de ser madrinha do casamento, iria se encontrar com a Kassandra, sua namorada.

A bruxa se observou no espelho. O semblante sério só demonstrava a força e a liderança que ela tinha no chalé de Hécate, embora alguns de seus irmãos não lhe obedecessem. Feria o seu ego e seu orgulho, mas a vingança contra eles não era um dom genético da inglesa. Quando começou a se desfazer da sua roupa, lembrou que estava de frente para a janela do quarto da casa da sua família mortal, e logo tratou de fechar a janela com pressa. Sentiu-se envergonhada com a ideia de alguém ter visto seu corpo seminu.

Respirou fundo novamente, e caminhou para o banheiro. Após um banho quente, Tayllor se vestiu, e se maquiava quando seu pai entrou no quarto junto com seu suposto namorado, DeMarcus.

- Você está linda, Tay. Sempre soube como se arrumar. - Peter, seu pai, sorria orgulhoso ao ver a filha terminar a maquiagem simples.

- Não tanto quanto você e o DeMarcus, papai. - Ela sorriu e deu um abraço caloroso nos dois. Ainda não tinha se acostumado com a ideia do pai ter um namorado, mas havia adorado a ideia: - Agora eu preciso ir. Tenho um casamento e uma pessoa que me espera. - O sorriso diante deles era um sorriso infantil, algo que o homem mais velho não via desde que sua pequena filha tinha ido para o Acampamento.

- Tem um rapazinho te esperando, Tayllor? - Perguntou seu pai, com as sobrancelhas arqueadas.

- Não. - Balançou a cabeça em negação e piscou por cima do ombro: - Tem uma princesa me esperando.

-------

Da Inglaterra para o País de Gales não foi demorado, e encontrar o local do casamento também não foi. O Hotel onde ficou hospedada e trocou o terno de comemorações pelo terno rosa que ia usar no casamento era conhecido por ela. Foi lá que ela conheceu a noiva, Kristhyne, e a ajudou a chegar no Acampamento. Tayllor sorriu ao lembrar do momento, que foi bem importante para ela. A feiticeira desceu para o palácio onde iria acontecer a cerimônia e encontrou alguns rostos conhecidos e, ao longe, encontrou um rosto que lhe chamou muito mais atenção. De forma discreta e elegante, Grindelwald se aproximou de Kassandra e tocou seus ombros com as mãos.

- Por um momento sinto inveja desse champanhe, por ele estar tocando nos lábios da minha namorada e eu não. - Sussurrou próximo a orelha dela, e rezava para que a outra não tomasse um susto com a aparição dela.
copyright 2014 - all rights reserved for larissa



Dangling feet from window frame, will I ever ever reach the floor? More, give me more, give me more. Crushed and filled with all I found, underneath and inside just to come around. More, give me more, give me more

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Brandon H.Smith em Sex 11 Jan 2019 - 14:20

Ω ... Ω
If you think this has a happy ending, you haven't been paying attention!




Deixou o quarto com o bracelete que Bree pedira em mãos, mesmo sabendo que provavelmente não era aquele que ela queria tão pouco que ela realmente bracelete algum. Apesar de ser grato à Hylla pelo serviço prestado sentia dentro de si uma enorme desconfiança... talvez fosse apenas paranoia, mas não confiava nem um pouco na bruxa. Era bom ficar de olhos bem abertos.

De volta ao local do evento Brandon pode ver Bree falando que Hylla e, a passos largos, começou a se aproximar das duas.

-Espero ter achado o correto, amor! – Tentou observa as feições da namorada, mas antes que pudesse entender o motivo da distração em que fora colocado alguém o chamou.

O espectro não pode deixar de levar um susto quando viu de quem era a voz, e quando percebeu a presença da garotinha ao lado de seu velho amigo abriu um largo sorriso. Bran retribuiu o abraço de Luka e franziu o cenho quando ouviu o mesmo falar sobre o evento no shopping. Era obvio que o garoto sabia do que o amigo estava falando, no entanto não tinha a menor intenção de comprovar o ocorrido.

Enquanto Luka falava, Bran percebeu a presença da irmã no local, mas logo sentiu uma pontada de raiva quando viu o namorado dela. A irmã não havia ficado muito feliz com o que tinha acontecido entre ele e James, então Brandon decidiu pôr de lado seus ciúmes para não afastar ainda mais Ivy.

-Mas que estranho...- Falou em resposta à fala de Luka sobre o shopping – Mas você não é o único, irmão. Ultimamente tenho tido uns pesadelos bem estranhos. Parece que Morfeu tem algo por trás disso – Percebeu que não havia apresentado Bree somente quando ele cumprimentou ela – Ah, essa é minha namorada, Bree. Conheci ela naquela noite em que o Louis voltou... – Decidiu não se aprofundar muito no passado e logo continuou - Relaxa, as coisas estão bem corridas para todo mundo, mas deveríamos nos ver mais. Achei ótima a ideia e pode me chamar, eu e a Bree vamos adorar ir à festa... Nossa, só agora percebi o quanto ela cresceu.

Se abaixou para pegar a afilhada e lhe deu um beijo no rosto. Bran gostava daquela garotinha como se fosse sua própria filha. Em seguida o espectro se virou para mostrar a afilhada para Bree.

-Pode deixar! - Respondeu apertando de leve a bochecha de Luísa – E a vou ficar de olho nessa lindinha!




Brandon

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Ivy La Faye em Sex 11 Jan 2019 - 21:52


Don't Blame Me

love made me crazy
If it doesn't,
you ain't doing it right


Serviu mais uma taça de champanhe enquanto esperava James terminar de se vestir, certamente ficaria maravilhoso. Ouviu uma risada e levantou-se encarando a porta do banheiro, o namorado anunciou que iria sair de lá.

- Pode vir – tentou não rir quando ele saiu de lá, o terno branco realmente ficara maravilhoso, mas Ivy não podia deixar de divertir-se com o fato de James estar achando aquilo tão engraçado – Você está incrível, branco te favorece – falou brincando, segurou a mão dele e foram em direção a cerimônia.

...

A primeira pessoa que notou foi Brandon. Também notou que ele havia visto-a. Talvez durante a festa Ivy chegasse para dar um oi, talvez não.
A decoração era bem simples, ambas as noivas eram simples, embora uma delas fosse uma Duchanne. Observou se os outros padrinhos haviam chegado, Luka já estava lá, Tayllor também, faltava Sebastian e Isabelle.

- Acho que devemos esperar perto de onde será a festa, já que vamos entrar antes das noivas – comentou ainda olhando os convidados, parou quando pôs os olhos em uma ruiva, respirou fundo – É a Bree, vamos logo.

Sabia que ia desabar em lágrimas no momento que encarasse a melhor amiga, era melhor ir para longe o mais rápido possível. Puxou James para o local onde seria a festa, assim poderiam esperar o sinal das noivas e evitar que Ivy desmaiasse antes da cerimônia acontecer. A morena tentou não pensar naquilo, suspirou.

- Então, eu não sei se vai gostar muito dessa proposta – sorriu, tentando parecer tranquilíssima com a ideia de aceitar aquilo – Seu sogro nos convidou para jantar.








my drug is my baby
I'd be usin' for the rest of my life

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Sebastian V. Woljöden em Sab 12 Jan 2019 - 0:15




hold my heart
forever
Our Relationship is meant to be. Something that was written in the stars and drawn into our destiny.
A luz dourada da auréola solar pairou ao seu redor, incidindo nos lagos mágicos de seus olhos antes de reluzirem na mais delicada e quase imperceptível tonalidade de verde, alternando o azul primário em uma variação contígua e delicada. Chegara pontualmente, reafirmando um olhar ao relógio que trazia no pulso uma última vez para certificar-se que comedira o horário singelo — não lhe seria permitido atrasos, dada a sua função naquele matrimônio. Reestabeleceu o sorriso na face quando os primeiros passos guiaram-no adiante, rumo ao âmago da localidade, apanhando a primeira taça que um jovem garçom oferecera. Levou-a aos lábios carnudos, ingerindo um único gole da bebida escura e adocicada, que pareceu realçar o avermelhado sedutor da boca.

Não era do seu feitio trajar branco, principalmente em uma ocasião como aquela. Todavia, o convite e sua função deixavam claro o que haveria de desempenhar adiante. Logo, mandara fazer um terno sob medida que chegara dias antes ao acontecimento, perfeito para se enquadrar à sua estrutura. Era o que acontecia: a mais delicada seda que compunha o forro das peças entrava em contato aos músculos do corpo. O paletó alvo como a neve ajustava-se em um caimento exato, nas medidas áureas de seu porte. Terminara o conjunto com sapatos de tonalidade pastel, juntamente a um finíssimo bracelete dourado preso ao pulso.

Pensava em assumir sua posição, uma vez que os olhos glaucos já haviam encontrado Tayllor em meio aos demais convidados. Contudo, notara que a feiticeira falava com outro alguém — uma pessoa que era desconhecida aos olhos do lorde inglês, mas que ele poderia supor sua identidade. Kassandra.

Havia seu irmão olimpiano, Eros. Evitou manter o contato visual, embora soubesse que sua presença não passara despercebida aos sentidos sobrenaturais da deidade grega. Todavia, tornar próximo o contato que tinha para com os parentes divinos era um caminho perigoso, o aristocrata sabia; a distância que mantivera da própria Afrodite e dos demais deuses mantinham-no isento e sossegado, salvo a patrona a qual Woljöden dedicava a vida agora: Asteris. Pensou nela, onde estaria, e no silêncio supremo que imperava em seus sonhos pelas semanas passadas após se unir ao grupo dos astrólogos.

Afastou os pensamentos da mente quando notou outro parente por ali, alguém que lhe era desconhecido por completo, mas que memórias fragmentadas ainda traziam certa familiaridade ao rosto tenro. Luka, aparentemente, conversando com um Espectro. “Foco, é um momento belo da mais pura celebração. Respire fundo”.

O britânico finalizava a primeira taça, dando-se por satisfeito do álcool — pelo menos por agora. Vagueou tranquilamente analisando a decoração, mas não sem antes acenar para Tayllor no intuito de fazê-la dar-se conta de sua presença. Enquanto isso, Sebastian divagava, seus pensamentos pareciam estar em outro lugar. Outra galáxia.



sebastian wears...


bloom
wherever life plants u bloom with grace • rp!

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Bree Wolffenbuetell em Seg 14 Jan 2019 - 6:56


E Viveram Feliz Para Sempre


A feiticeira estava certa? A cada palavra que fluía dos lábios rosados da loira algo no meu interior se revirava em constante crescente como se estivesse a explodir e inundar todo aquele lugar. Conseguia sentir uma onda de sensaborão que a tão pouco não havia sentindo nenhuma outra vez e por uma fração de segundos era como se de fato aquele fosse o meu nascimento, fazia sentido. Ela estava certa.

Seria perturbante se não fosse de fato interessante aos meus ouvidos e se não compartilhasse da mesma opinião que você, Hylla – Estava cada vez mais surpresa comigo mesma. A cada minuto que se passava em que aquela conversa se prolongava tinha a certeza de que acabaria descobrindo coisas e tendo informações preciosas da prole da deusa fantasma – Venho experimentando sensações e sonhos desde que voltei que me dão a certeza de que esse corpo não deveria estar aqui, mas nós burlamos a regra do ciclo de vida e balançamos um equilíbrio pré estabelecido que vai ser cobrado sem dúvida.

Era um fato. Desde a noite em que me levantara da terra que em outras situações consumiria minha carne, vinha passando por episódio de imersão. Pesadelos me assombravam e presenças ao meu redor passaram a se mais intensas.
Havia sido quebrada uma das leis mais importantes do equilíbrio universal onde o que estava morto deveria continuar enterrado junto de sua história dando espaço a uma nova forma de vida. Eu me perguntava se o preço viria em forma de pessoa ou maldição...

É incontrastável que meu “nascimento” naquela noite fora para um novo ser, porém, ainda tenho a certeza de que mudamos o rumo das coisas e que um preço alto será cobrado – Naquele instante uma onda gelada percorrera o meu corpo enquanto engolia a seco meu próprio orgulho e prosseguia com o raciocínio – Quando essa cobrança chegar devemos estar preparadas pra qualquer coisa e a nossa ascensão deverá ser grande para lidar com isso, feiticeira.

Meus olhos percorriam a moçoila em busca de qualquer sinal que poderia fazê-la mudar de ideia a respeito da decisão que tomara subitamente a respeito da proposta principal da loira. Seus olhos chocaram-se uma segunda vez com os de Hylla e neles podia ver lampejos de como seria nossa união. Havia ganhado a vida e junto dela uma aliada.
Um pequeno sorriso estampou meus lábios seguido de um suspiro de alívio.

Pois bem, aceito ser sua aprendiz a partir desse momento e nós vam... – Havia perdido a nossa do tempo. Brandon se encontrava parado ao meu lado puxando gentilmente meu braço colocando o bracelete que tinha lhe pedido a minutos atrás – Te encontro mais tarde e continuamos essa conversa, Hylla.

Meus olhos brilhavam em um púrpura vivo quando pisquei para a loira no mesmo momento em que caminhava para mais junto do filho de Hades e deixava a feiticeira à deriva com seu próprios pensamentos uma outra vez.

[...]

Sabia que mais tarde teria que explicar tudo que podia para Brandon, afinal, o filho de Hades fora a força inicial para que eu pudesse estar ali novamente além de ser o homem que havia escolhido para dividir a “vida” pouco mais de três anos atrás.

Me mantive parada ao seu lado tentando parecer o mais confortável possível enquanto o outro rapaz, aparentemente amigo próximo de Brandon, tecia comentários com o mesmo sobre o passado de ambos. Fora inevitável não prestar atenção e fazer-me voltar no tempo para o dia que havia conhecido meu namorado, afinal, um dos acontecimentos citados pelo filho de Afrodite diante de nós fora exatamente no mesmo dia em que havíamos nos encontrado pelo primeira vez – Quem dera as coisas serem mais fáceis como antigamente... – Me mantive presa em meu próprio pensamento e lembra até que meus olhos miraram a alguns metros de distância a jovem Ivy. Sentia saudade dela e estava louca para abraçá-la novamente pois sabia que a mesma havia sofrido alguns traumas mais recentes como o desentendimento com Brandon por causa de James e a minha própria morte em si, mas ao passo que estava de me deslocar do lado do filho de Hades a garota correrá para algum lugar onde não pude mais avista-la fazendo com que me questionasse o real motivo de ter feito aquilo, mas teria que deixar para tomar qualquer outra atitude depois pois o espectro viera a me apresentar de fato para quem estava diante de nós.

Muito prazer, Beatrice Wolff., mas como Brandon ja disse, pode me chamar de Bree. – Um pequeno sorriso fora lançado para o rapaz como forma de cumprimento. – Você deve ser Luka, correto? Já ouvi Brandon falar de você. E essa menininha eu ja conheço, da última vez em que nos vimos...

Meus olhos caíram sobre Brandon e a criança. Pela primeira vez desde a ressurreição meu coração de fato se apertou e pude sentir dor de verdade. – Maxine. – uma de minhas mãos afagou a barriga de forma discreta enquanto as recordações me invadiam. Respirei fundo tentando afastá-las pelo menos enquanto estivesse na presença de outros.

Bom, Brandon é bom com crianças, ela vai estar em ótimos cuidados. – Tive que sorrir novamente, mas dessa vez fora para esconder o que de faro estava sentindo por dentro.

Pela segunda vez me permiti observar a menina ainda no colo de Brandon. Seus traços eram delicados e serenos, a felicidade que emanava da criança era algo quase palpável. Novamente me pegava pensando como Max seria se tivesse sobrevivido...


A morte veste:
continue...


robb stark


Beatrice wolffenbuetell

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Luka S. Sinnoh em Ter 15 Jan 2019 - 11:00


Os poucos segundos que fiquei ali de pé, já senti bastante tensão em diversos assuntos. Brandon estava incomodado com algumas coisas e eu sentir isso por ser próximo dele e também pelas graças das divindades. Beatrice se apresentava e me permitia chama-la de Bree. Era um nome mais fácil de lembrar... Brantrice seria o nome de casal deles. Sim, melhor que Brendon.

- Você está magnífica, Bree. O corte do vestido caiu muito bem em ti. E desculpe não lembrar muito bem daquele dia.. Foi um momento delicado, mas venha cá, me dê um abraço! - estendi os braços e esperei até que ela chegasse perto para sussurrar - eu sei que não sou mulher, mas se algum dia precisar de conselhos, pode contar comigo. - E então sorria.

Olhava para Brandon, que como afirmara Bree, tinha jeito com criança. Ao menos Luisa. Antes de ir encontrar meu par naquele casório, resolvi amenizar a mente dele.

- Vem cá. - chamei, já colocando as mãos repousadas nas têmporas dele.

Fechava os olhos e lhe fazia uma massagem, sentindo a luz de energia terna e serena percorrer do meu ser ao dele.
✿⊰ Sensível e Sereno. (Nível 15)
Se o ambiente ao redor do filho de Afrodite for pesado e perigoso, com brigas e monstros cafonas, eles ativam esta habilidade que cura a si mesmos e aos seus aliados em 20hp, com a luz de Afrodite.


- É tão esquisito sentir o poder de Afrodite e de Éris ao mesmo tempo. É como se eu pudesse trazer a terceira guerra mundial e logo em seguida instaurar a paz e dominar o mundo... Talvez se eu não tivesse a Luisa, seria meu próximo plano do verão - gargalhei. - Olha, se alguém estiver te ameaçando ou até incomodando, não deixa de me falar, ok? A gente junta uma turma e acaba com elx. Te amo, irmão! Vou procurar Isabelle.

Lhe dei uns tapinhas e um beijo na minha filha antes de sair. Falei com Bree mais uma vez e me retirei a procura da filha de Ares, desejando encontrar Violett pelo caminho.



cuidado, eu sou a romantização do amor intenso e doentio
♥ Luisa's Daddy ♥ Son of Mother Beydite ♥ Demon of Éris ♥

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Kassandra Ivashkov em Ter 15 Jan 2019 - 18:40

YOU DO? I DO
1, 2, 3, 4 drinks e nada de Tay aparecer, os garçons já se dirigiam a Kass pelo nome deixando de lado o clássico “a senhorita gostaria de mais uma taça?”. Com o passar dos minutos, a russa até havia decorado o nome de alguns dos seus novos amigos: Jared, Finn, Samuel... Todos bem vestidos e com uma notável habilidade nas mãos que os impedia de derrubar as bebidas.

Sua boca já não sentia mais o sabor de álcool vindo das fracas bebidas, seu paladar estava acostumado com bebidas mais fortes e ficou feliz quando Finn lhe trouxe uma dose de whisky.

-Se quiser mais é só pedir, Kass- disse o Finn antes de se afastar.

A garota se dirigiu até a mesa de salgados, onde comeu uma quantidade admirável de umas coisinhas rosadas cujo nome não sabia. A mesa de doces não estava longe dali e logo foi atacada também, por fim, pegou uma nova taça de espumante e começou a bebericar lentamente.

- Por um momento sinto inveja desse champanhe, por ele estar tocando nos lábios da minha namorada e eu não.

A voz chegou a seus ouvidos em um tom doce e ao mesmo tempo firme, Tay finalmente havia chego e mesmo sem ter visto a roupa da namorada, Kass sabia que ela deveria estar de terno. A de cabelos azuis deu mais um breve gole e então girou o corpo, ficando de frente para a recém-chegada.

-Sua namorada estava umedecendo os lábios para quando você chegasse. – sem muito pensar ela avança com cuidado para não derrubar a taça de sua mão direita. Ela se aproxima de Tay e sela seus lábios em um selinho demorado e com sabor de champanhe.

-Um terno rosa, olha só. Ficou muito bem em você e combinou com o cabelo.


A russa entrelaça seu braço livre no de Tay e começa a andar lentamente com a namorada pelo lugar.

-E então, vai acontecer alguma coisa animada nesse casamento, ou eu terei de ser o show?-pergunta curiosa e com um sorriso travesso nos lábios.


Presente aqui:
Roupa aqui:


I’m a picture perfect face With that wild in my veins You can hear it in my Growl.

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Brandon H.Smith em Sex 18 Jan 2019 - 20:25

Ω ... Ω
If you think this has a happy ending, you haven't been paying attention!




Bran brincou com a afilhada enquanto Luka interagia com Bree. A garotinha não pesava tanto quanto o espectro tinha achado, no entanto os braços já começavam a dar sinais de cansaço. Logo depois de Luka segredar algo para Bree, Bran fora surpreendido ao ser chamado pelo amigo. De início achou que era brincadeira dele, mas logo sentiu um alivio...

-Obrigado, mano! - Disse dando umas palmadas nas costas dele – Ah, pode deixar... Na verdade tenho alguns nomes, vou te passar depois! – Brincou enquanto o mesmo se despedia.

Enquanto Luka ia se distanciando, Luísa, ainda quieta nos braços de Bran, levou um dos braços para dar tchau para o pai. A cena fez com que o espectro amolecesse e lhe desse um beijo no rosto. Virou-se logo em seguida para a namorada, ainda com o assunto anterior em mente, mas resolveu arrumar as palavras na mente antes de sair disparando perguntas.

-Olha a tia Bree! – Falou indicando Bree para Luísa.

O espectro esticou a afilhada para que ela pudesse ir para os braços de Bree e logo em seguida arrumou as vestes negras. Ficou observando as duas interagirem por um instante e começou a imaginar se seria aquela a cena de Bree com Max, se a mesma tivesse algum dia nascido, e relembrou a si mesmo que algum dia deveria ficar quite com Hécate, a qual parecia fazer bem o papel de sogra megera.

-Então...! – Disse finalmente afastando aquele turbilhão de pensamentos – O que a Hylla queria?




Brandon

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Bree Wolffenbuetell em Sex 18 Jan 2019 - 21:35


E Viveram Feliz Para Sempre
Pessoas normais se sentiam felizes por conhecerem gente nova e de fato interagir com esses, mas pra mim não passava de obrigação ser ao menos gentil com Luka em consideração a Brandon além de reconhecer o forma que o filho de Afrodite fora amigável comigo mesmo não tendo qualquer obrigação, ou seja, ele poderia ter simplesmente se permitido a conversar, mesmo que rapidamente, apenas com Brandon e me deixado de lado, porém isso não aconteceu, me deixando grata.

Não se preocupe, vou me lembrar de sua disposição, Luka – Permiti soar no mesmo tom que o rapaz durante o breve abraço enquanto lutava com a sensação mórbida que começava a me invadir.

Finalmente o rapaz dera a brecha perfeita para que me desvencilhasse daquele contato e passando a “barra” inteira para o filho de Hades enquanto meus pés davam alguns passos para trás dando espaço para aquela troca de energia um tanto inesperada para aquele momento – Mas que droga é essa? – Eu me questionava incessantemente enquanto os dois se mantinham estáticos naquela mesma posição com a criança ainda no colo de Brandon, queria saber quanto tempo aquilo poderia durar e qual seria o efeito potencializado. Estava pronta para perguntar quando Luka deu as costas partindo para qualquer onde meus olhos não lhe alcançavam.

Por alguns minutos viajei sozinha em pensamentos enquanto a visão dos dois não se apagava. Não era nada romantizado, tinha apenas haver com troca de pura energia e na verdade, energia nada mais era do que magia manipulável. Meus dedos percorreram o bracelete até que Brandon me despertara entregando a menina .

Congelei. Luisa estava de fato no meu colo, porém, eu não sabia exatamente o que fazer. Estava preste a entrar em surto quando a menininha tocara meu rosto. Pude sentir sua pele morna sobre minha fase fria e com isso fora me aquecendo. Olhei a menina nos olhos por um tempo e deslizei os dedos da mão livre pelos seus fios de cabelo enquanto algumas lágrimas escapavam dos olhos discretamente... Mas não o suficiente para a menor não notar.

“—Titia Bree, naum chola”

— Não se preocupe querida, eu estou ótima
– Em um balançar de dedos o lenço do garçom que passava próximo flutuara ate alcançar minhas bochechas as secando bem a tempo de Brandon não perceber.

Ele parecia inquieto com alguma coisa e sua pergunta sobre Hylla não me deixava dúvidas do real motivos.

Não se preocupe com isso meu bem, ela só queria saber como eu estava depois de... Bom, depois daquela noite - Deilhe um sorriso yde canto colocando Luisa no chão e a instruindo a brincar próximo de nós e onde nossos olhos lhe cuidassem. Após ter os braços livres novamente, me permitir ajeitar novamente a gravata do filho de Hades antes de abraça-lo – Sei que não confia nela, mas ainda não me disse o motivo.


A morte veste:
continue...


robb stark


Beatrice wolffenbuetell

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RPF] Kremily  Empty Re: [RPF] Kremily

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum