[RP] Christopher Hwang

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Christopher Hwang

Mensagem por Christopher Hwang em Sex 22 Dez 2017 - 16:23



aes; Christopher

Quando menor, ao ser retirado do convívio dos pais, ele foi internado. Não era bem uma internação hospitalar, pois ele era submetido a exames incomuns aos de análise fisionômica. Quiseram-o descobrir um ponto periférico de sua raiz essencial; Onde sentisse dor, raiva e fraqueza. Na irmã nortenha da Coreia, crianças sempre foram treinadas para se tornarem soldados e muito mais tarde, congratuladas à assassinas de massa. Christopher não poderia ter sido diferente como uma criança nascida no primeiro mês do ano. No início era um esforço físico mínimo; Ele poderia dizer de lábios escancarados que gostava de praticar exercícios que exigiam alta resistência e força. Com o passar do ganho de idade, ele foi crescendo sendo mais ágil e até mesmo visto como um bom fuzileiro no futuro. Até a chegada da única noite que precisava receber os novos militares. 
Na sua lembrança estava escuro e as cabanas esvoaçavam pela forte demanda do vento. O campo de concentração era arenoso então pequenas partículas persistiam em alojar em seus olhos. Segurando com força a boina preta contra a cabeça, assistiu um dos generais ficar diante de um menino e despi-lo lentamente para confiscar algum objeto vindo do exterior. Aquela sensação domou Christopher um sentimento de nojo e possível apreensão. Ele estava no batente da entrada, parado com uma prancheta abaixo do braço quando viu o adulto afundar dois dedos contra a boca salivando demoradamente ali e adentrar no mesmo minuto contra o menino. O grito que a criança emitiu, fez com que Hwang apertasse a lona que os encobriram e puxasse com toda a força para o chão.  Em poucos minutos, ele assistiu que todos estavam expostos menos ele que correu a tempo. O mais velho o fitou se distanciar e dias depois seria ele próprio a sofrer das consequências. Já esperado, não?
Pois é. Christopher era um dos mais velhos, dos mais ágeis e curiosamente o mais fissurado naquele regime ditatorial. Ele concordava com tudo que  Kim Jong-Il delegava na TV. Parecia ser como o seu herói.
HWANG, 15 anos




Oh gambler, look what you made him witness. The rise and fall of a villain, a thief of dreams  who had his heart stolen, and died for his sins, like an unholy god that his love might’ve gone to church  to kneel before. Though, I suppose, there’s no use praying to a dead boy.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Christopher Hwang

Mensagem por Christopher Hwang em Sex 22 Dez 2017 - 16:52



burned

Foi muito difícil para Christopher se relacionar com alguém. Sozinho, não conversava muito e não gostava de tentar outros idiomas. Logo tinha um semideus que arriscou se aproximar do mesmo demonstrando traços que fizeram a prole de Hades rapidamente se afeiçoar; Calmo, gentil e educado. O contrário do próprio Hwang havia despertado-lhe algo que não soube explicar. 

Passavam grande parte do tempo juntos inclusive treinavam juntos. Numa manhã não muito ocasional, o norte-coreano resolveu visitá-lo no seu chalé. Ao abrir a porta, encontrou uma horda de outros semideuses no entanto, não quem mais queria. Quando perguntou pelo seu nome - o qual não pronuncia hoje -, soube que essa pessoa não existia.

Desde então, ele não sabe se aquela pessoa desaparecera ou simplesmente era fruto da sua imaginação. É um dos motivos dos quais o rapaz não se abre com as pessoas e muito menos assume gostar de algo ou alguém. Ele teme profundamente, que um dia vá perder "isso" para o desconhecido.
HWANG, 17 anos




Oh gambler, look what you made him witness. The rise and fall of a villain, a thief of dreams  who had his heart stolen, and died for his sins, like an unholy god that his love might’ve gone to church  to kneel before. Though, I suppose, there’s no use praying to a dead boy.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Christopher Hwang

Mensagem por Christopher Hwang em Qua 3 Jan 2018 - 23:25



bae min hyung;

Para Christopher nunca existiu o conceito de amar e muito menos de se impor a frente de alguém. No mínimo, cria convictamente que era mais um caso de loucura do que essencialmente importância. No entanto, existem uma infinidade de casos onde ele se viu interessado em algo existente em outros seres humanos. O último caso foi o mais estranho, porque desafiava suas barreiras culturais e socio-políticas. O rapaz tinha muitas das características de seu corpo, porém mais limpas e suficientemente vivas para atrair os olhos curiosos ao seu redor; Cabelos preto fosco, olhos puxados, pele branca e... Provindo do outro lado da fronteira. 

Quando soube que aquela prole se tornara também um dos seguidores de circe, ele sabia que tempos difíceis estavam por vir. Noutras circunstâncias, Hwang passou a desacreditar em algum tipo de aproximação. Mesmo que forçasse nutrir ódio por aquele semideus, sabia que no fundo, não conseguiria findar com o plano. A ética não permitia trazer desavenças desnecessárias. Contudo ainda assim, o norte-coreano procurou manter o máximo de distância possível trocando poucas palavras do dialeto coreano por ser a única forma melhor de se expressar. Os corredores do castelo eram amplos demais para darem um encontro sem previsão. Ele esperou respirar aliviado por um curto espaço de tempo, é claro.

Mas existia uma coisa que o outro rapaz fazia onde deixou a prole do submundo imóvel de expectativa. Havia sido uma imagem que excluía a presença de terceiros. Por trás de uma pilastra, os olhos do ex-fuzileiro encaravam a estatura encurvada da mais novo a observar uma figura menor de pele transparente e corpo minúsculo. Ele realmente aparentava estar enxergando bem como a si próprio de longe via o destaque. Quando o menor toca o corpo da espécie morta, uma fantasma hostil, Christopher pressente ver algo inusitado. Ao ser flagrado observando sozinho um colega do grupo acaba por descobrir que aquele alvo era prole de Melinoe.

Particularmente, Christopher sentia-se como um espião percebendo sua curiosidade abrupta em sempre observá-lo e nunca se aproximar. Parecia-lhe algo tão distante e ao mesmo tempo possível, que não gostaria de arriscar sua personalidade a uma espécie de jogo. Infelizmente foi perdendo esse pensamento, após passar um ano. Sua confiança não era das mais nobres, mas compartilhando um trabalho juntos faz com que as coisas liguem-se paralelamente entre objetivos diferentes. Ele, evitava a todo custo também dizer sobre si mesmo.

Seu interesse estava ali e ele sabia que aquele rapaz não iria desaparecer tão fácil.
Não era obra da sua imaginação.


sul-coreano, filho de melinoe, feiticeiro, 18 anos, namorado




Oh gambler, look what you made him witness. The rise and fall of a villain, a thief of dreams  who had his heart stolen, and died for his sins, like an unholy god that his love might’ve gone to church  to kneel before. Though, I suppose, there’s no use praying to a dead boy.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Christopher Hwang

Mensagem por Christopher Hwang em Qui 4 Jan 2018 - 12:52



Pandora Aërsterien;

Assim que chegou no Acampamento, Christopher não sabia pronunciar muitas palavras que fossem fáceis para o compreendimento alheio. entrou no chalé aturdido com a presença de muitos desconhecidos e permaneceu mudo por aproximadamente um mês. Depois de um dia árduo de treino o qual expôs seus primeiros ferimentos com espadas, percebe a presença de uma garota alta e de cabelos compridos dentro do quarto. Tentou se sentar na própria cama, mas acabou desabando por conta da dor. Na emissão de um gemido baixo sustentando a mão na costela, percebe que os olhos da anarquista estavam pousados contra ele. Embora se entreolhassem, não houve diálogo alguma. Pandora contestou admirada a capacidade dele falar. Provavelmente, todos pensavam que ele não era capaz de formar frases.

Mas as coisas até então haviam parado somente nisso.

Uma outra vez, próximo da noite, Christopher se pega conversando com Pandora. Isso mesmo, uma conversa ébria e tranquila não parecendo existir nenhuma barreira que bloqueasse ambas as proles de se comunicarem. Hwang não estava bem, sentia-se ligeiramente dominado por uma tristeza maior que não tinha explicações. A outra esteve do seu lado e assim passaram o tempo. Não foram as palavras de Pandora em momento algum que atraíram o norte-coreano a dar-lhe atenção. Primeiramente como quando ela o viu machucado, ele viu-se afeiçoado a cor de seus olhos e o modo frio que usava eles. Encantado pelo gelo, apenas meses depois ligou o fator dela ser a líder representante do seu parente divino. Como seguidora de éris, ele sabia que gostaria de vê-la atuar em uma guerra. Foi a primeira pessoa que ele quis manter um vínculo e a primeira a arrancar-lhe o riso depois do reviravolta feito em sua vida.

Porque Pandora simplesmente surge, não se sabe em qual momento ela tomou presença.
Foi dessa forma que ele a percebeu como uma irmã. Mais forte ou não, o rapaz não gostaria de vê-la em mãos erradas. 

anarquista de éris,  filha de hades, 19 anos, irmã mais nova




Oh gambler, look what you made him witness. The rise and fall of a villain, a thief of dreams  who had his heart stolen, and died for his sins, like an unholy god that his love might’ve gone to church  to kneel before. Though, I suppose, there’s no use praying to a dead boy.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Christopher Hwang

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum