Parcerias
0 de 5
Créditos
» Skin obtida de Captain Knows Best criado por Neeve, graças às contribuições e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foroactivo.
» Com gráficos e modificações por Hades e Zeus.

Parcerias
0 de 9
Últimos assuntos
» Flood 4.0
Ontem à(s) 18:50 por Ephrain L. Black

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
Ter 7 Nov 2017 - 18:45 por Ulrick Lively Waldorf

» Pedidos de Missões
Ter 7 Nov 2017 - 14:48 por Zeus

» Poste sua lindeza aqui
Sab 4 Nov 2017 - 23:45 por Zeus

» Que Animal lembra a pessoa acima?
Qua 1 Nov 2017 - 21:16 por Ulrick Lively Waldorf

» Prints do chat ou de qualquer lugar.
Sex 27 Out 2017 - 22:58 por Ivy La Faye

» Enfermaria Central
Dom 15 Out 2017 - 18:33 por Nyx

» Salada Mista
Seg 9 Out 2017 - 15:25 por Dorian Blenöger

» Pego - Namoro - Passo - Caso - Morre Diablo!
Dom 8 Out 2017 - 11:55 por Dorian Blenöger

» Bar e Salão de Festas
Qui 5 Out 2017 - 22:31 por Alicia Watts Schratter


Treinos de Dimitri A. Ivanov

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Treinos de Dimitri A. Ivanov

Mensagem por Dimitri A. Ivanov em Dom 12 Out 2014 - 20:03

Área de treinos para mim mesmo.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Dimitri A. Ivanov

Mensagem por Dimitri A. Ivanov em Dom 12 Out 2014 - 21:02

Fazia pouco tempo que eu tinha chegado no acampamento meio-sangue, eu era nada mais que um iniciante, ainda me acostumava ao acampamento, as rotinas, os horários, a questão é que eu não estava conseguindo fazer nada naquele dia em especifico, as atividades do acampamento eram um tanto chatas as vezes. Eu tinha recebido algumas armas, como um par de foices de 40 centímetros, um colar, e uma mascara. Eu não fazia ideia do que cada um fazia, mas decidi experimentar. Usar um par de foices como arma não era minha especialidade, eu preferia espadas pois me pareciam mais rápidas e faziam movimentos de corte mais elegantes, mas as foices eram lindas e combinavam comigo, minha aparência de filho de Thanatos combinava com símbolos da morte, como foices, o colar ônix no meu pescoço também era muito bacana. Enrolei as correntes em meus braços e sorri de canto saindo do chalé e me dirigindo até a arena.

O acampamento era movimentado aquela hora, as crianças brincavam enquanto os mais velhos praticavam arco e flecha ou luta com espadas, eu teria que praticar lutas com foices e procurar alguém que quisesse lutar contra mim. Eu não era exatamente o tipo sociável, demorava demais para fazer alguma amizade, e era ruim com palavras. Nada disso me impedia de tentar.

- Olá! – falei para um semideus qualquer que treinava por ali. Usava uma espada de bronze celestial e parecia ser uma pessoa bem séria – Erm... – como começar a falar com um estranho que não conhecia? Simples, perguntar se queria treinar comigo – Gostaria de treinar?

Ele me olhou de cima a baixo me avaliando, talvez se perguntasse “quem é esse cara?” ou “porque esse idiota está falando comigo?”, mas no fim ele se levantou me olhando nos olhos com um tom frio.

- Tudo bem por mim. – ele falou apertando a espada nas mãos, eu não entendi o que fazia naquele momento, mas no seguinte fez algo que entendi bem até demais, ele me atacou com a espada, tentando acertar meu rosto.

Por reflexo levei uma das foices até a altura de minha cabeça enquanto jogava meu corpo para trás. A espada ficou presa nas correntes, eu puxei o braço para baixo e lá foi o coitado com a guarda baixa, tentei acertar a outra foice, mas fui segurado no braço

- Você não é tão ruim. – falou com um sorriso confiante – mas acontece que... sou melhor. – ele me deu um golpe na barriga que fez com que o ar fosse expelido dos pulmões, eu fiquei desesperado por oxigênio, mas não tanto a ponto de esquecer do inimigo a minha frente. Ele veio com a espada mas pude desviar rolando para o lado, quando me estabilizei novamente me acertou um chute e cai no chão

- Cara, você é feito de quê? – perguntei rindo – você é muito bom. – eu me levantei e comecei a formular uma estratégia. Ele era muito bom em combate corpo a corpo, mas o quão bom era parado? Corri até ele tentando acerta-lo na lateral. Ele foi defender com a espada e ai ativei o colar. Seus movimentos ficaram lentos e eu pude mudar a direção do ataque, enquanto ele defendia a altura da cabeça, eu estava acertando as costelas. Aproveitei também para lhe dar um chute forte na barriga. O tempo voltou ao normal e ele se dobrou – olho por olho... – e lhe acertei um chute na cara – dente por dente.

- Droga... – falou tirando o sangue que estava saindo do nariz, eu tinha acertado com mais força do que deveria, agora ele parecia bem irritado. Correu pra cima de mim, mas soltei as correntes aumentando meu campo de ataque. Joguei a foice na direção da cara dele, o que deve tê-lo pego de surpresa tempo o suficiente para que eu me aproximasse, ele enrolou a corrente em seu braço direito e me puxou. Fui até ele preparando outro golpe com a foice que estava em minha mão. Assim que estávamos próximos o suficiente fiz um corte em seu ombro, que certamente o pegou desprevenido. Ele fez uma careta de dor e eu lhe dei um golpe na cabeça com a parte não pontuda da foice.

Nos afastamos e nos encaramos, ambos cansados, mas diferente dele eu não tinha um corte no corpo, isso o irritou, já que o sangue saia de seu ombro, provavelmente aquilo ardia pra caramba. Veio até mim cortando o ar com a espada, já que eu me esquivava com alguma dificuldade. Nós dois estávamos no mesmo nível, com a mesma habilidade, então não pude desviar para sempre. Me acertou um golpe no rosto, um corte não tão fundo, mas que sangrou. Ele deu um pulo para trás apontando a espada para mim e sorriu confiante.

- Não fique se gabando só porque acertou um golpe. – falei rindo, ele riu também e veio pra cima de mim mais uma vez assim como eu ia pra cima dele, nossas armas se encontraram, soltando faíscas. Recuei tentando atacar na lateral, que foi bloqueada com a espada. Então ele me atacou no peito, fazendo um corte reto. Me afastei com o peito sangrando levemente, aquilo não era nada de mais, um machucado superficial, mas tinha sido por pouco. Acertei seu braço e ele largou a espada, estávamos exaustos e sangrando, arfávamos como se o ar do mundo fosse acabar a qualquer momento.

- Então... na próxima vez vamos usar armas sem corte? – ele disse rindo, mas sabia que, pelos cortes, falava sério. Assenti positivamente e ele estendeu a mão – Eu me chamo Willian.(NPC)

- Eu me chamo Dimitri. – apertei a mão dele com um sorriso de canto – mas agora... acho que... –falei arfando – tenho que tomar um bom banho.

- Concordo. Bem, até mais. – ele disse saindo da Arena

- Até mais. – falei e depois de algum tempo de descanso me dirigi até o chuveiro mais próximo. As feridas ardiam como o inferno, mas tinha valido a pena. Talvez na manhã seguinte repetisse o processo... quem sabe?


Armas usadas:
† Daedric Sickles - A foice é a principal arma de uma prole de Thanatos. Logo, o maior presente dado a seus filhos são duas foices de punho, cujos cabos e lâminas são de ferro estígio, com detalhes em algum material vermelho não-identificado. As lâminas medem cerca de quarenta centímetros e nunca perdem o fio. Elas possuem uma corrente de prata no final do cabo, cujo tamanho é definível, para que o filho de Thanatos possa enrolá-las em seus braços e atacar à distância com as foices. Lança uma energia negra, que se fortalece mais a cada nível e faz mais danos aos adversários. {Presente de Reclamação}
† Colar do Medo - Colar de prata, cujo pingente é um pequeno ônix. Quando ativado, tudo ficará em câmera lenta, sendo que o usuário é o único que não será afetado, podendo se movimentar normalmente. [Se for perdido volta para o bolso do usuário após um turno. Dura dois turnos e o alcance é de 20 metros, pode ser utilizado duas vezes por evento e necessita de um intervalo de um turno para usar novamente] {Presente de Reclamação}


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Dimitri A. Ivanov

Mensagem por Convidado em Dom 12 Out 2014 - 21:09


Avaliação.

Gostei da desenvoltura de seu treino, mas, para uma prole de Thanatos ficou péssimo. Tente ser mais frio e mais calculista, se sairá melhor. Não demonstre medo,  o medo não anda ao seu lado. Você conhece o poder da morte, tem de fazer as pessoas o temerem. Para um primeiro treino você foi bem e - como já disse - poderia ser melhor. Cuidado com a acentuação, preste mais atenção ao texto. Desde já, sinta-se avaliado.

+35Xp


[Att por Hades]


Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Dimitri A. Ivanov

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum