Parcerias
0 de 5
Créditos
» Skin obtida de Captain Knows Best criado por Neeve, graças às contribuições e tutoriais de Hardrock, Glintz e Asistencia Foroactivo.
» Com gráficos e modificações por Hades e Zeus.

Parcerias
0 de 9
Últimos assuntos
» Flood 4.0
Ontem à(s) 21:01 por Zoey Montgomery

» O que faria se acordasse ao lado da pessoa acima?
Ter 7 Nov 2017 - 18:45 por Ulrick Lively Waldorf

» Pedidos de Missões
Ter 7 Nov 2017 - 14:48 por Zeus

» Poste sua lindeza aqui
Sab 4 Nov 2017 - 23:45 por Zeus

» Que Animal lembra a pessoa acima?
Qua 1 Nov 2017 - 21:16 por Ulrick Lively Waldorf

» Prints do chat ou de qualquer lugar.
Sex 27 Out 2017 - 22:58 por Ivy La Faye

» Enfermaria Central
Dom 15 Out 2017 - 18:33 por Nyx

» Salada Mista
Seg 9 Out 2017 - 15:25 por Dorian Blenöger

» Pego - Namoro - Passo - Caso - Morre Diablo!
Dom 8 Out 2017 - 11:55 por Dorian Blenöger

» Bar e Salão de Festas
Qui 5 Out 2017 - 22:31 por Alicia Watts Schratter


Treinos de Brandon A. Smith.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Brandon A. Smith em Seg 2 Jun 2014 - 9:22

Treinos



Local destinado para os treinos de Brandon A. Smith.





avatar
Astrólogos de Asteris
$D :
11760

Idade :
19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Brandon A. Smith em Seg 2 Jun 2014 - 12:19





Puxar, mirar e atirar
 
   Há coisas que não adianta o quanto pratique você nunca vai melhorar, no meu caso era o arco e flecha. Eu sempre ficava observando os outros campistas praticarem e depois eu tentava fazer o mesmo, mas a flecha nem chegava perto do alvo. O destino delas sempre era misterioso. Por tanto eu estava determinado a acertar o maldito alvo nem que pra isso eu tivesse que passar toda a tarde ali, bem, a maior parte dela pelo menos.

   Eram duas horas da tarde quando entrei na arena para minha prova de perseverança. O local estava bem iluminado pelo sol da tarde e por algumas tochas que crepitavam. Os campistas estavam dispersos e empolgados, o que era bom, pois assim não veriam minhas falhas e vergonhosas tentativas. Peguei o que presumi ser um bom arco e uma aljava contendo vinte flechas.

   O alvo que escolhi não estava mais de cinco metros. Olhei para os lados a procura de espectadores e atirei uma flecha após não encontrar nenhum. Dessa vez vi que a flecha foi parar numa pilastra de madeira próxima e não desaparecido. Parecia uma melhora. Meu segundo tiro foi mais demorado, no entanto não foi melhor que o primeiro. Já sentindo raiva peguei outra flecha, puxei bem a corda e atirei novamente na pilastra.

-Você nunca vai acertar assim- Disse um instrutor se aproximando.

-Eu faço exatamente como os outros, como continuo errando?

-Você puxa, você mira, mas não deixa o pulso firme. Você tem que levantar o cotovelo um pouco mais, só assim você poderá começar a fazer algum progresso.

  Decidi fazer o que ele havia falado e funcionou, a flecha atingiu o ponto mais distante do centro do alvo, mas pelo menos atingiu o alvo. A partir dali ele ficou me instruindo, contudo eu mostrava ser um aluno difícil e desastrado, a cada tiro mau feito ele sorria.  Foi somente depois da décima nona tentativa que veio meu melhor tiro.

  Puxei a corda até perto do queixo e relaxei o braço do arco, deixei a mão da corda firme e estabilizei o braço no local onde achei ser o centro. Quando libertei a flecha ela atingiu o alvo dez centímetros mais para perto do centro, foi o melhor que eu havia feito em meses de treinos. No tiro seguinte não houve melhoras, mas também não houve pioras, eu tava conseguindo manter os resultados e isso queria dizer que finalmente tinha aprendido, só precisava melhorar. Minhas mãos estavam cheias de ferimentos então decidi acabar o treino e ir tomar um revigorante e refrescante banho.
 



CLUMSY @ SA!





Brandon A. Smith

TKS, CLUMSY @ SA!
avatar
Astrólogos de Asteris
$D :
11760

Idade :
19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Nyx em Seg 2 Jun 2014 - 17:03


Avaliado e Atualizado

 + 80 XP
 - 15 HP/EP



Nyx 
♥️Primordial♥️Deusa da Noite♥️
avatar
Deuses
$D :
10049967

Idade :
23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Brandon A. Smith em Qui 5 Jun 2014 - 13:54





irmão vs irmão
 
  Dentre todos os meus irmãos, eu era mais próximo de Joffrey-NPC- . Já fazia dois anos que ele havia chegado ao acampamento, e ele tinha sido resgatado de uma longa história de crimes que ele não revelava a ninguém.

 Assim que abri a porta da arena pude ver ele conversando com uma filha de Afrodite, uma que eu nunca tinha visto. Ele era menor que eu, com cabelos negros e grandes olhos verdes, mas o que mais chamava atenção nele era sua cicatriz no olho esquerdo.

-Até que enfim!- gritou ele ao me ver- Conhece minha nova amiga? Não? Bom, essa é Gwen-NPC-, uma filha de Afrodite, mas isso você pode ver! Ela é novata!- A menina me deu um tímido aceno e que retribuir.

-Se eu fosse você me afastaria dele. Ele te contou que vende drogas?- disse assim que cheguei aos dois.

-Vendia meu caro irmão, vendia- ele se aproximou de mim e sussurrou- Para de me queimar, isso não é o que um irmão faz!

  A garota ficou observando enquanto nós íamos para um lugar mais afastado. Aproveitamos que a arena estava vazia e tomamos uma boa distância. Ativei minha Spectral Sword e o Nexus, minha espada e escudo, e observei Joffrey fazer o mesmo.   Eu sabia que meu meio irmão era um pouco mais experiente que eu, no entanto eu era rápido e iria usar isso ao meu favor da forma eu que conseguisse.

 O primeiro ataque foi dele, uma estocada com a espada que eu defendi facilmente com o escudo. Logo depois desferi um golpe horizontal na tentativa de acertar sua barriga, mas ele deslizou para trás. Voltei a atacar, mas não consegui acertar. Minha mão se apertava no cabo da espada e eu não tirava os olhos dele. Joffrey correu em minha direção como um touro na do toureiro, eu pulei para o lado e tentei acertar suas costas, mas novamente fracassei. “tenho que cansa-lo” Pensei.

 Ele investiu contra minha cabeça, e eu desviei sua espada com a minha, em seguida desviei de outro golpe dele, mas desta vez fora a do escudo. Pulei, desviei e rolei e fiz isso de novo até forçar ele a ser mais ousado. Ele correu em minha direção com o escudo à frente do corpo esperando trombar comigo, mas assim que ele chegou a uma distancia perigosa pulei para a direita. Da última vez ele havia me derrotado com bastante rapidez, quando eu era apressado e descuidado, mas agora ele iria ter mais dificuldades. Aço encontrou aço quando nossas espadas de encontraram. O barulho ecoou na sala quase vazia.

 Ele já demonstrava sinais de cansaço depois de dez minutos de luta. Pensei que já fosse hora de atacar, no entanto ele foi mais rápido. Joffrey disparou numa corrida até mim fazendo menção de que ia atacar do alto, mas no ultimo estante abaixou o braço da espada e me deu uma estocada. O golpe teria batido na minha barriga se eu não tivesse desviado o tórax, mas o golpe dele passou por entre meu tronco e meu braço esquerdo, o braço do escudo, então eu prendi a mão dele, torci ela até ele larga a espada e cortei a coxa dele.

 Eu sabia que se desse a chance de ele se levantar eu perderia, até porque eu estava cansado, então coloquei meu pé na barriga ele e a espada no pescoço.

-Você sabia que meu orgulho iria tentar acabar com a luta rápido!- ele falou enquanto eu o ajudava a se levantar- Boa luta, mas agora que já sei como você luta não terá mais tanta sorte.

-Será que você sabe?- ele me deu um leve empurrão.

-Será que vocês podem me levar a enfermaria?- disse Joffrey se aproximando de Gwen, que ainda tava no local- acho que não consigo chegar lá sozinho.

 Logo percebi as intenções, pois ele passou o caminho interiro com o rosto virado para Gwen, mas especificamente na direção dos seios, e se ela percebeu, não falou nada. Após ter o deixado lá eu fui ao refeitório e comi uma boa quantidade de bolo de carne e um copo de suco de laranja, afinal eu precisava repor as energias.

CLUMSY @ SA!


--

Son Of Melinoe
Brandon A. Smith

TKS, CLUMSY @ SA!
avatar
Astrólogos de Asteris
$D :
11760

Idade :
19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Chaos em Sex 6 Jun 2014 - 12:40


Avaliação









The only geniuses produced by the chaos of society are those who do something about it. Chaos breeds geniuses. It offers a man something to be a genius about.
avatar
Deuses
$D :
10227960

Idade :
27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Brandon A. Smith em Seg 9 Jun 2014 - 15:30





O cão e o Fantasma
 
  Apesar de estar na arena eu não estava lá para treinar, eu estava procurando Robert Johnson, um filho de Hermes. Eu já tinha procurado ele por todo o acampamento menos na arena, então, como era obvio, ele só podia estar lá. “Dessa vez ele me paga!” Meus pensamentos estavam tão gritantes que eu quase gritava de verdade.

  Assim que entrei na arena pude ver o jovem de cabelos loiros rindo com os seus irmãos. Por um momento fiquei com medo de começar uma confusão, mas em seguida deixei de ser o garoto calmo que era e andei a passos largos até o garoto. O motivo da alegria estava logo à frente: Um iniciante lutando contra um cão infernal adulto.

 -Eu é que vou ganhar!- Dizia Robert alegre- o garoto quase nem consegue esquivar das investidas da fera!
 
-Nunca pensei que iria persuadi-lo de lutar com um cão infernal, Robert. O garoto é muito medroso- Seu meio-irmão, Florian era mais alto que ele, porém era rechonchudo.

  Aproximei-me deles e cutuquei Robert, que bateu na minha mão sem nem sequer olhar quem era. Cutuquei novamente e ele respondeu bruscamente:

 -Deixa de ser chato! Não vê que estou ocupado!- ele estava bem entretido- Depois eu falo com você... Ah, Bran! Meu amigo Bran!-disse assim que se virou para ver quem era- Quer fazer uma aposta. Apostei que o cão vai acabar com o garoto. Como é o nome dele mesmo?

 -Cão infernal- Disse Gordon, seu outro meio-irmão, só que este era burro como uma porta. Robert revirou os olhos.

 -Não o cão seu imbecil, o garoto!

 -Poliver. Poliver Pyke. Eu acho. Ou Poliver Parker- Informou Chris mais um de seus meio irmãos.

 -Eu não quero apostar, quero meu dinheiro! Você apostou comigo que Alicia ganharia de Elizabeth e eu apostei o contrario. Logo depois que Elizabeth ganhou você disse que estava sem dinheiro, você me disse que mês passado teria o dinheiro. Depois me disse que no dia seguinte, e no seguinte e até agora nada!- Eu parecia calmo, mas por dentro estava bem zangado.

 -Mas antes de ontem eu disse que teria o dinheiro hoje, não disse?

 -Pois bem. Pode me pagar agora- estendi a mão.

 -Bem... Agora não vai dar. Mas assim que eu ganhar essa aposta eu te pago!-Eu estava prestes a explodir, mas assim que ia lhe dar uma resposta alguém gritou: - CUIDADO!

 Todos olharam para ver o ocorrido. O jovem Poliver estava apavorado correndo do cão infernal completamente desarmado. Ele e a besta vieram bem na minha direção, então fiz exatamente o que todos fizeram, corri.

 O cão pareceu se interessar por mim, pois deixou o garoto e começou a correr na minha direção. Enquanto corria pude ouvir a voz de Robert falando “Aposto que o cão vence!”. Imediatamente parei de correr e ativei minha tatuagem, que se transformou em um açoite, me virei e dei uma açoitada bem no focinho do monstro que caiu de lado parecendo atordoado.

 Iria provar para todos que eu podia derrotar o cão e ainda seria um bom treino fazer isso. O cão se levantou e me fitou por uns segundos. Todos na sala fizeram silêncio. Ativei meu escudo e voltei a fitar a fera, estudando todos os seus movimentos para que ele não me pegasse de surpresa.  O monstro rosnou e veio em minha direção correndo numa velocidade impressionante, no entanto eu procurei me manter calmo e concentrado, pois sabia que tinha que deixar a fera distante de mim.

 Lancei outro golpe, mas o cão se abaixou e em seguida pulou. Corri para a direita e executei outra investida. Desta vez o açoite foi direto nas costas do cão, mas não pareceu provocar muita dor. O cão raivoso deixava baba sair de sua boca aberta enquanto investia contra mim. Ele era um touro de quatro os cinco metros, mas que ao invés de cascos e chifres tinha dentes e garras. Pus-me a fugir da investida e a voltar a atacar com o açoite. A cada golpe que eu acertava, o cão ficava com mais raiva, e conforme sua raiva aumentava, aumentava sua velocidade.

   Quando a criatura se virou para mim novamente eu já tinha um plano formulado, só bastava saber se funcionaria, então o pus em pratica. Não esperei meu monstruoso adversário sair em uma disparada contra mim, eu mesmo fiz isso. Os campistas ao meu redor ficaram surpresos com minha ação. “Eu já ganhei!” dizia Robert, me fazendo ficar com mais raiva. O cão também disparou em minha direção, e eu podia jurar que pude ver um sorriso nele por um momento.

  Pode se ouvir alguns gritos de espanto quando meu corpo passou por dentro do da criatura. Eu tinha acabado de usar o caminho livre inicial, mas o que eu temia aconteceu. Eu ainda era fraco para usar essa habilidade e corria uma porcentagem de risco de meu corpo não passar por completo, e a parte do meu corpo que ficou presa foi minha perna, que por sua vez ficou presa na perna no cão, que mancava.

  Meu corpo estava pra cima, por isso a minha costa se arrastava no chão enquanto o cão corria. Eu não tinha como acerta-lo com a corrente, então eu usei a telecinese básica para tirar uma espada de um campista, que foi parar direto no estomago do monstro.

  Ele caiu e eu desativei a tatuagem e ativei minha espada para cortar fora a pata do cão, que urrou de dor no momento em que seu pé fora cortado. Com a pata da criatura ainda peso no meu pé, corri para por um fim em tudo aquilo e acertar minha espada na cabeça do desgraçado. Logo em seguida me libertei da pata dele.  Fui até uma sombra e usei a sombra que sara para curar todos os meus cortes e me dirigi para Robert estendendo a mão. Ele me pagou o combinado.

-O quê? E o resto?- perguntei.

-Que resto? Essa é a quanta combinada!

-Você apostou que a criatura me venderia, eu, por outro lado, apostei que eu venceria!

-Apostou nada!

-Quer que eu faça o mesmo que fiz ao cão com você? Então me pague!- Foi com um grande pesar que ele me pagou. No final eu tinha uma quantia de duzentos dólares e no futuro iria fazer bom uso dele.

Off: Todos os personagens são NPC's, menos eu, logico. :P

Armas:
► Spectral Sword - Espada feita de ferro estígio e de empunhadura de couro. A espada é leve nas mãos de seu portador e com um M desenhado na base da lâmina. Extremamente afiada, essa lâmina pode realizar cortes cujo seu oponente tem dificuldades de defender, já que aparenta ser um vulto. Essa espada, ao ser fincada no chão, cria uma ilusão ao seu inimigo de que ele está em uma sala fechada e cheia de fantasmas o rodeando e querendo destruí-lo. Até a própria aparição do semideus ali é uma miragem. Dura 3 turnos em uma missão. Se transforma em um anel com um G de Ghost.

► Ghost Wishp - Um açoite totalmente negro com três pontas. Cada ponta contém uma cabeça de morcego feitas de ferro estígio. O Açoite pode se esticar a quantos metros o seu dono quiser. Ele também pode prender no seu oponente e sugar pedaços da alma dele, o deixando mais lento e morrendo aos poucos. A cada sucção da alma, o açoite fica mais forte. Se transforma em uma tatuagem em forma de serpente nas costas da mão, e quando ativada fica presa ao pulso do seu portador.

► Nexus - Feito de platina, banhado em ouro branco, o escudo ajuda a prole a defender-se de ataques mágicos ou de fantasmas, o desenho de um fantasma desaparece e deixa a prole de Melinoe invisível, transmuta-se em um anel com um diamante.
Poderes:
▪ Caminho Livre Inicial: Os fantasmas têm uma habilidade curiosa, a de ultrapassar coisas sólidas. Os filhos de Melinoe herdam esta habilidade também, podendo ultrapassar coisas não muito grossas. Mas cuidado, você pode ficar preso!
▪ Telecinese Básica: São os fenômenos que os fantasmas provocam. Sendo proles da deusa dos fantasmas, herdam este poder. [ Podendo, agora, levantar coisas mais pesadas que 2 kg. Até 7kg.]
▪ Cura Sombria: Os filhos da deusa dos fantasmas poderão curar-se nas sombras, recuperando 25% de HP e energia.

CLUMSY @ SA!
avatar
Astrólogos de Asteris
$D :
11760

Idade :
19

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Convidado em Seg 16 Jun 2014 - 15:16


Avaliação

35 XP
-20 EP

Cuidado com os erros de ortografia, que passam despercebidos por você.

Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Brandon A. Smith.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum